Enquanto as vendas de veículos importados cresceram apenas 1,4% no comparativo de outubro com setembro, passando de 24,8 mil para 25,2 mil unidades, segundo dados da Anfavea, as 15 marcas filiadas à Abeifa, Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, ampliaram seus negócios em 19,8% no mesmo comparativo.

Conforme levantamento divulgado pela Abeifa nesta sexta-feira, 8, suas associadas emplacaram 3.407 unidades no mês passado, ante as 2.845 de setembro. Em relação a outubro de 2018, quando foram comercializadas 3.484 unidades, as vendas das marcas representadas pela Abeifa tiveram retração de 2,2%.

O resultado positivo de 19,8% no mês passado fez decrescer o índice negativo do acumulado do ano. A queda em 2019 caiu dos 9,8% verificados até setembro para 8,9% nos dez primeiros meses. Apesar, no entanto, da tendência mensal de alta a dois meses do final de 2019, a estimativa de vendas para o ano – já revisada em julho – foi mantida pela Abeifa em 35 mil unidades. Ou seja, a previsão é de queda em relação às 37,6 mil unidades comercializadas em 2018.

No segmento de importados, a Kia Motors manteve a liderança em outubro, com 990 unidades vendidas e alta de 50% sobre setembro. O modelo mais vendido pela marca coreana no mercado brasileiro é o SUV Sportage. Na sequência vêm a Volvo, com 721 unidades em expansão de 21,2%, BMW (619/+34,3%), Land Rover (246/-2,4%) e Jac Motors (195/-3,9%).

Anúncio

LEIA MAIS

Em outubro, o melhor mês da Kia no ano

Mercado de carros importados segue desacelerado

As quatro associadas da Abeifa com produção nacional –BMW, Caoa Chery, Land Rover e Suzuki – emplacaram em outubro total de 3.471 unidades, volume 17,9% superior ao de setembro, quando elas licenciaram 2.944 veículos, e expressiva alta de 36% ante outubro de 2018, quando anotaram 2.553 unidades.

Por marcas, a Caoa Chery, com 2.194 unidades emplacadas, registrou alta de 26,2% ante setembro, a BMW, com 832 unidades, expansão de 1,2%, a Land Rover cresceu 23,8%, para 291 unidades, e a Suzuki, com 154 veículos vendidos, queda de 4,1%.

Somados os emplacamentos de unidades importadas e produzidas localmente, o ranking das cinco marcas, por volumes, aponta, a Caoa Chery na liderança, com 2.194 unidades (só nacionais). Na sequência vêm BMW, com 1.451 unidades (832 nacionais + 619 importados), a Kia Motors com 990 veículos (só importados), a Volvo com 721 unidades (só importados), e Land Rover com 537 veículos (246 nacionais e 291 importados).


Foto: Divulgação/Kia