Lançada em agosto, a linha Toyota Yaris 2020 passa a ter novas nomenclaturas em todas as suas versões, medida que tem por objetivo facilitar a diferenciação entre cada uma delas, segundo comunicado divulgado esta semana pela montadora.

A principal novidade nessa mudança é a troca da motorização 1.3L Dual VVT-i pela 1.5L Dual VVT-i na versão XL Plus Tech hatchback, agora denominada XL Plus Connect e comercializada com o mesmo peço da opção anterior, R$ 71.990, apesar da maior potência. A carroceria sedã dessa mesma versão custa R$ 75.190.

Lançada em 2018 no mercado brasileiro, a linha Yaris ampliou o portfólio da Toyota no País com uma nova opção de compra entre o seu compacto Etios e o sedã médio Corolla, líder de vendas em seu segmento. Os números de vendas do Yaris são positivos este ano.

Segundo dados da Fenatran, as versões hatch atingiram 30,4 mil emplacamentos nos primeiros dez meses do ano, ante os 13,3 mil do mesmo período do ano passado, e o sedã atingiu 24,2 mil unidades, contra 7,8 mil no mesmo comparativo.

A partir da implantação das novas nomenclaturas, as versões que oferecem as funcionalidades Android Car Auto e Apple Car Play, integradas na nova central multimídia do Yaris desde agosto deste ano, passam a ter o nome Connect. Já a versão de entrada foi batizada de Live e na opção hatch, a mais barata de toda a linha, custa R$ 66.490.

Anúncio

Dessa forma, o Yaris – tanto nas carrocerias hatch como sedã – agora é oferecido nas versões XL Live, XL Plus Connect, XS Connect, X Way Connect e XLS Connect. Os nomes valem para as carrocerias hatchback e sedã.

O Yaris segue equipado com duas opções de motores. A 1.3L Dual VVT-i agora equipa apenas a versão de entrada XL Live hatchback, entregando 101 cv a 5.600 rpm, quando abastecido com etanol, e 94 cv, a 5.600 giros, com gasolina. Já o 1.5L Dual VVT-i rende 110 cv de potência a 5.600 rpm, com etanol, e 105 cv com gasolina. As opções de transmissões são a Multidrive de 7 velocidades ou manual de seis velocidades.

Público PcD – O Yaris tem boa aceitação junto ao público PcD, pessoas com dependência, respondendo por 62% das vendas da Toyota para esse segmento. Por isso a Toyota mantém a versão de entrada XL Live abaixo de R$ 70 mil, tornando possível a compra com isenção de IPI e ICMS, conforme determina legislação vigente.


Foto: Divulgação/Toyota