A Citroën dá a largada em sua ofensiva elétrica com o revelação do SUV C5 Aircross Hybrid, apresentado como o veículo urbano silencioso da classe ë-Confort. Produzido na França, na fábrica de Rennes – La Janais, o modelo já está disponível para pedidos, mas os primeiros modelos só devem ser entregues para os clientes franceses no fim do primeiro semestre de 2020.

Com câmbio automático eletrificado ë-EAT8, o SUV tem motor a gasolina PureTech de 180 cv e motor elétrico de 80 kW, com uma potência acumulada de 225 cv. Assim como a versão à combustão, tem suspensão com batentes hidráulicos progressivos, bancos Advanced Comfort e 20 tecnologias de ajuda à condução.

LEIA MAIS

Citroën reestrutura sua diretoria no País

Tavares diz que não há planos para encerrar marcas da FCA-PSA

Com zero emissões de CO2 em modo 100% elétrico, sua autonomia quando utilizado apenas esse motor é de 50 km. Segundo a Citroën, o novo SUV é o veículo mais modulável do segmento, com três bancos traseiros individuais, deslizantes, inclináveis e escamoteáveis.

Anúncio

Disponível a partir de € 39.950, o C5 Aircross Hybrid é a primeira etapa da ofensiva de eletrificação da Citroën rumo a uma gama 100% elétrica em 2025. De acordo com a montadora, o ano de 2020 marcará a transição da marca para uma gama ampliada, que contará com versões 100% elétricas e híbridas recarregáveis em complemento aos motores de combustão interna já comercializados.

“Tenho muito orgulho de revelar o novo SUV C5 Aircross Hybrid, que constitui a primeira etapa de nossa estratégia de eletrificação”, comentou Linda Jackson, diretora feral da Citroën, ao revelar o novo modelo nesta terça-feira, 12. “Verdadeiro carro-chefe tecnológico da Citroën, ele oferece uma autêntica versatilidade de utilização: elétrica para uso diário, térmica quando necessário, a receita do supremo conforto para todos.”

Segundo a executiva, a partir do novo SUV híbrido que chega ao mercado em 2020, todos os modelos lançados pela marca terão uma versão eletrificada, refletindo o compromisso da Citroën com a transição energética e visando oferecer ao maior número de produtos inspirados nas utilizações dos clientes, em todos os segmentos e mercados.


Foto: Divulgação/Citroën