No acirrado mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves, três marcas subiram um degrau no ranking das dez mais vendidas no Brasil em 2019. A Renault saltou do quinto para o quarto lugar, trocando de posição com a Ford, enquanto a Toyota superou a Hyundai e fechou o ano na sexta posição. A Jeep, por sua vez, superou a Honda, cravando a oitava colocação no acumulado do ano.

Só não houve mudança nos três primeiros lugares, ocupados por General Motors, Volkswagen e Fiat, e no décimo, pertencente à Nissan. As três marcas veteranas que mantiveram-se no topo do ranking chegaram, inclusive, a ganhar mercado em 2019, conforme balanço divulgado no início do mês pela Fenabrave.

A participação da GM subiu de 17,5% para 17,9%, com total de 475,6 mil emplacamentos no ano, enquanto a Volkswagen teve ganho de 0,7 ponto porcentual, passando de 14,9% para 15,6%, com a comercialização de 414,5 mil veículos em 2019. A fatia de mercado da Fiat passou de 13,2% para 13,8%, com 366,1 mil licenciamentos.

Anúncio

Já a Ford perdeu 1 ponto porcentual de mercado, baixando de 9,2% para 8,2% (218,5 mil emplacamentos), enquanto a Renault ganhou ganhou 0,3 ponto porcentual, passando de 8,7% para 9% de participação (239,2 mil unidades vendidas).

As vendas da Ford caíram 3,5%, ante a média de alta do mercado total de automóveis e comerciais leves de 7,6%. A Hyundai teve vendas praticamente estáveis – 207,6 mil em 2019 contra 206,6 mil em 2018 – e, com isso, teve participação reduzida de 8,4% para 7,8%.

A Jeep, por sua vez, ampliou vendas em 21,1%, com 129.463 mil emplacamentos em 2019, com sua fatia de mercando saltando de 4,3% para 4,87%. A Honda teve participação vem próxima à da Jeep – de 4,86% -, mas ficou em novo lugar com a venda de 129.118 unidades. O ranking das dez mais é completado pela Nissan, com 3,6% de participação e 96 mil licenciamentos.


Fonte: Divulgação/Renault