OGrupo Caoa, que compreende a Caoa Chery, Caoa Hyundai, Caoa HMB, Caoa Subaru, Caoa Ford e Seminovos, vendeu 135,2 mil veículos em suas 230 lojas em 2019. O número representa crescimento de 18,8% sobre o ano anterior e o dobro da média do mercado interno.

Mauro Correia, CEO da empresa, entende que os negócios deverão avançar ainda mais em 2020, com a Caoa novamente evoluindo acima do mercado.

De acordo com o dirigente, os bons índices de 2019 foram alcançados sem investimentos em vendas diretas. “É um segmento que alavanca os números de algumas marcas, mas que acabam afetando a rentabilidade do negócio.”

Um bom reforço para o volume negociado no ano passado veio da Caoa Chery. Com lançamentos recentes dos utilitários esportivos Tiggo 2, Tiggo 7 e sobretudo o Tiggo 5X, a marca encerrou 2019 como a que mais cresceu no Brasil. Seus licenciamentos somaram 20,2 mil veículos, 133% a mais do que no ano anterior.
Já em seu primeiro ano de mercado, o 5X foi o veículo mais vendido da marca, com quase 8 mil unidades.

Anúncio

Também chama a atenção o desempenho das concessionárias Caoa Ford em um ano em que a montadora deixou de produzir o Fiesta e anunciou o fim da operação de caminhões no Brasil. Ainda assim, elas venderam  23,5 mil veículos,  65% a mais do que em 2018. Só o Ka representou 20,3 mil licenciamentos.

Com esse desempenho, a Caoa Ford segue como o maior distribuidor da marca norte-americana na América Latina.

LEIA MAIS

→ Caoa Chery emplaca 133% a mais em 2019

→ Caoa desiste de comprar fábrica da Ford, diz Doria


Foto: Divulgação/Caoa