Conforme antecipado pela Anfavea na semana passada, o setor automotivo caminha para a paralisação total das suas operações no Brasil. Nesta segunda-feira, 23, foi a vez de a Jaguar Land Rover anunciar a suspensão temporária da fabricação de veículos em Itatiaia (RJ) a partir de quarta-feira, 25, com retorno programado para 27 de abril. As áreas administrativas estarão em home office e as áreas ligadas à produção seguem o regime de banco de horas.

Renault e General Motors, por sua vez, informam que decidiram antecipar o início das férias coletivas anunciadas anteriormente. A marca francesa, que iria parar na quarta-feira próxima, optou por suspender a produção do Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR), já nesta segunda-feira.

LEIA MAIS

Anfavea comunica que todas as montadoras analisam paralisação

FCA também confirma paralisação total a partir do dia 27

Pirelli suspende operações no Brasil e Argentina

Anúncio

A decisão, segundo a montadora, foi tomada após o Ministério da Saúde anunciar na sexta-feira, 20, que todo o território nacional está sob o status de transmissão comunitária do coronavírus (Covid-19). Com 7,5 mil trabalhadores, a Renault ficará paralisada até 14 de abril e utilizará no período ferramentas de flexibilização previstas em acordo coletivo de trabalho.

A General Motors antecipou as férias coletivas dos trabalhadores da unidade de São José dos Campos (SP) de 30 de março para esta terça-feira (24). A medida abrange também as demais fábricas da empresa no Brasil, ou seja, a partir de amanhã todas estarão paralisadas.

A Jaguar Land Rover, por sua vez, informa ainda que seu escritório administrativo em São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ) adotaram o o regime de home office na semana passada, dia 16, medida estendida na ocasião para


Foto: Divulgação/Jaquar Land Rover