O movimento é ainda para lá de tímido, mas ao menos positivo. O mercado interno de veículos  consumiu exatas 26.270 unidades nos primeiros quinze dias de maio, 39,6% a mais do que na primeira quinzena de abril, quando foram negociados 18.813 automóveis e comerciais leves.

A base de comparação, de fato, é fraca — fraquíssima! É bom recordar que a indústria negociou somente 51,4 mil veículos ao longo de todo o mês passado, 77% abaixo do resultado alcançado um ano antes, retornando a patamares de duas décadas atrás.

A comparação com relação à primeira quinzena de maio de 2019 , quando foram vendidas 89,3 mil unidades, deixa isso bem explícito: a queda neste caso chegou a 70,6%.

LEIA MAIS

→ Crise acelerará as vendas de carros de entrada? Não é bem assim.

O recuo anual chegou a 33,7%, com 610,2 mil veículos vendidos. Mas apenas em decorrência do desempenho acumulado no primeiro trimestre. A pandemia começou a afetar os negócios mesmo somente a partir dos últimos dias de março.

Anúncio

A Volkswagen liderou o mercado na primeira quinzena de maio, superando a líder do ano General Motors. A marca alemã atingiu 15.121 licenciamentos, contra 13.847 da General Motors, ainda líder no acumulado do ano. Além das boas vendas do Gol, a Volkswagen colocou o Polo entre os dez veículos mais emplacados.

Por muito pouco, também a Fiat não ultrapassou a GM. Foram licenciados 13.331 veículos da marca italiana.

Além da liderança da Volkswagen, a outra mudança no ranking na quinzena foi a subida da Honda, que passou da nona para a oitava posição, deixando a Jeep para trás.

As demais posições não tiveram alteração: Toyota em quarto lugar, Hyundai em quinto, Ford em sexto e Renault em sétimo. A Nissan permanece na décima posição.

 

MARCAS MAIS VENDIDAS

MarcaMil UnidadesVariação (%) 20/21
1° Fiat Fiat102,4 34,5
2° Volkswagen Volkswagen86,0(-0,4)
3° General Motors Chevrolet74,8(-21,0)
4° Hyundai Hyundai47,1 9,5
5° Jeep Jeep34,0 29,0
6° Renault Renault33,3(-19,4)
7° Toyota Toyota33,1(-20,6)
8° Honda honda20,8(-13,6)
9° Nissan nissan17,1(-20,5)
10° Ford Ford16,2(-63,0)
jan-março/2021

Foto: Divulgação