OSMetal, Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região, já fechou 45 acordos trabalhistas garantindo o pagamento do PPR, Programa de Participação nos Resultados, para cerca de 16 mil trabalhadores de empresas da região, dentre as quais várias fornecedores de autopeças, como ZF e Bosch.

Segundo os dados compilados pela subseção Dieese, Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, do sindicato, os acordos negociados o têm o potencial de injetar cerca de R$ 130 milhões na economia da região.

Silvio Ferreira, secretário geral do SMetal (foto acima), destaca que as tratativas do PPR 2020 ainda não terminaram. “Temos diversas negociações com empresas em andamento e continuamos nossa para garantir esse dinheiro no bolso dos trabalhadores”.

No geral, as negociações envolvem o pagamento da PPR em duas parcelas, uma agora em agosto e outra em janeiro de 2021, quando as empresa já computaram os resultados deste ano.

Com a crise da Covid-19, o sindicato criou uma plataforma online para garantir a votação dos trabalhadores. “Todos puderam votar as propostas construídas pelo sindicato junto às empresas de forma segura pelo computador, celular ou tablet, permitindo o fechamento dos acordos nesse período de pandemia e os devidos pagamentos”.

Anúncio

LEIA MAIS

Adesão ao PDV na Bosch de Sorocaba termina nesta sexta-feira

Metalúrgicos da General Motors votam PDV em São José dos Campos

→deFord Taubaté: trabalhadores aceitam extensão da redução da jornada.

A plataforma, criada pelo SMetal em parceria com a Pandora Soluções, faz uso de tecnologia criptografada que garante o sigilo de cada voto, ou seja, a entidade e as empresas têm acesso apenas ao resultado da votação sem saber como o trabalhador votou.

“Não foi um processo fácil e muitas empresas tentaram usar a crise do coronavírus para diminuir ou até mesmo não pagar o PPR deste ano. Mas com uma atuação forte, conseguimos garantir e até avançar no pagamento desse benefício”, comenta  presidente do SMetal, Leandro Soares,


Foto: Arquivo/SMetal