A Volkswagen amplia o portfólio de serviços ao cliente com o lançamento do VW Sign&Drive, programa de assinatura de carros por tempo de contrato determinado. Inicialmente, o novo modelo de negócio dispõe do T-Cross 200 TSI por 12 meses a partir de R$ 1.899,00 mensais e do Tiguan Confortline em plano de 24 meses desde R$ 3.659,00 por mês. Ambos com franquia de 1,8 mil quilômetros por mês.

A oferta do serviço, por enquanto, estreia somente nas concessionárias Volkswagen do estado de São Paulo. “Teremos um período de aprendizado pela frente, mas a intenção e levar o negócio não só para toda a rede, como também oferecer para outros modelos do portfólio já no início do ano que vem”, conta Gustavo Schmidt, vice-presidente de Vendas e Marketing da Volkswagen do Brasil.

Concebido em parceria com o braço financeiro da montadora, o VWFS, por meio da Fleet Solutions, empresa de gestão e terceirização de frotas do banco, e a Assobrav, associação que representa as concessionárias da marca, o VW Sign&Drive pode ser contratado direto na rede ou maneira totalmente digital, pelo https://www.vwsignanddrive.com.br/.

“Na esteira de nossa transformação digital, o VW Sign&Dirve foi desenvolvido pera ser simples, que em poucos cliques, o cliente possa escolher o carro e contratar o serviço”, resume Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina. “Além de um novo negócio para a rede, oferecemos mais uma opção para o consumidor, importante para que possa fazer suas próprias escolhas.”

Anúncio

O valor mensal pelo uso do carro inclui todos os anexos previstos no caso de uma compra convencional. Documentação, IPVA, manutenção preventiva e seguro deixam de ser uma preocupação para o assinante do carro, além de também estar coberto por assistência 24 horas em eventuais emergências.

De acordo com o vice-presidente de vendas, o VW Sign&Drive atende o consumidor que quer saber quanto vai gastar por mês. “Certamente não é uma demanda tão grande por quem ainda prefere ser dono do carro, mas se mostra como tendência. É uma proposta de valor, não exatamente de preço, com vista a fidelizar o consumidor.”

Ao fim do contrato, o cliente poderá comprar o carro. Não é, porém, o objetivo da VW, mas o de buscar junto ao consumidor mais uma renovação no programa. Após o uso, o modelo segue para ser negociado pela rede como seminovo.

LEIA MAIS

→Assobrav: 95% da rede Volkswagen já está digitalizada.

→A nova face e jeito das concessionárias Volkswagen


Foto: VW/Divulgação