Antes mesmo de sua apresentação oficial, na tarde desta terça-feira, 17, a linha 2021 do F-Type já era oferecida no site da operação brasileira Jaguar. Nada de segredos: pela página, já era possível “montar” o modelo e até mesmo saber o preço das quatro versões disponíveis  — duas coupé e duas conversíveis — com uma rápida pesquisa na internet.

Não há mesmo porque fazer mistério. O público consumidor desses exclusivíssimos e caros esportivos da tradicional marca inglesa é praticamente inelástico: cresce ou diminui pouquíssimo, mesmo com a abrupta desvalorização do real.

São aficionados abastados que conhecem a marca e seus produtos até mais do que alguns consultores de vendas das concessionárias e podem pagar de R$ 404 mil a mais de R$ 551 mil por um automóvel de dois lugares.

Jaguar F-Type

Um universo de poucas centenas deles. Desde que o F-Type foi lançado aqui, em 2013, foram negociadas somente cerca de 250 unidades, com o recorde anual de 58 veículos cravado em 2014 — 51 unidades em 2019. No acumulado de janeiro a outubro deste ano, 24 F-Type chegaram às ruas contra 40 unidades em igual período de 2019, segundo registros da Abeifa

Ou seja, o mesmo recuo de 40% verificado em toda a linha Jaguar, mas com a sabida proximidade da chegada do modelo (muito pouco) reestilizado e que já era conhecido desde o ano passado, quando foi lançado na Europa.

A alteração mais visível no novo F-Type, sucessor do lendário e histórico E-Type,  são os faróis dianteiros em LED redesenhados, a exemplo do para-choque e grade dianteira, levemente aumentada. Por dentro, o refinamento tradicional da Jaguar em acabamentos, sem exageros, ainda que com novidades como quadro de instrumentos digital configurável de 12,3 polegadas.

Anúncio

Os preços de cada versão:

  • F-Type R-Dynamic P300 Coupé – R$ 404 mil
  • F-Type R-Dynamic P380 Coupé – R$ 537 mil
  • F-Type R-Dynamic P300 Cabrio – R$ 418 mil
  • F-Type R-Dynamic P380 Cabrio – R$ 551 mil

Entre os principais equipamentos de série também não se encontra nada de revolucionário ou inédito. Estão presentes assistente de manutenção em faixa, câmera traseira, seis airbags, limitador de velocidade e, claro, multimídia com tela de 10 polegadas e interface com Apple CarPlay e Android Auto.

LEIA MAIS

→ Jaguar Land Rover amplia presença em São Paulo

Importados têm crescimento interrompido em outubro

As características mecânicas seguem as mesmas. Sempre acoplados à transmissão automática de 8 velocidades e tração traseira, o consumidor terá opção de dois motores.  O primeiro, de quatro cilindros turbo de 2 litros, desenvolve 300 cavalos  e leva o F-Type a 100 km/h em 5,7 segundos e à velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente.

A segunda opção, sob encomenda, é o 3.0 V6 de 380 cavalos e, calcula a Jaguar, leva o esportivo da imobilidade aos 100 km/h em 5,1 segundos e a 275 km/h, ganhos de desempenho sobre a opção “mais mansa”  difícil de aferir até mesmo pelo mais arrojado dos motoristas.


Fotos: Divulgação