As operações brasileira e das Américas do Sul e Central da Hyundai têm novo presidente e CEO: nesta terça-feira, 5, a montadora confirmou Ken Ramirez para substituir Eduardo Jin, que ocupava os dois cargos desde meados de 2018 e que retornará para a Coreia do Sul, onde assumirá outras funções no grupo.

Ramirez se reportará diretamente a José Muñoz, COO global da Hyundai Motor e chefe da região  Américas. Com 30 anos de carreira internacional no setor automotivo,  é bacharel em engenharia elétrica pelo Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos, e acumula passagens em vários continentes e empresas.

Antes de chegar à Hyundai, vinha respondendo pela vice-presidência de Vendas e Marketing da PSA na Europa, supervisionando a marca Peugeot. O executivo também teve longa atuação na Aliança Renault-Nissan, onde ingressou em 2002 e foi diretor-executivo da Nissan para América Latina e Caribe.

“A Hyundai tem uma base sólida nas Américas Central e do Sul. Estou ansioso para ajudar os negócios a crescerem ainda mais”, afirmou em nota o novo CEO da montadora aqui.

“A vasta experiência internacional de Ken na Europa, Estados Unidos, Japão, México e América Latina o torna o líder perfeito para expandir nossos negócios nas Américas Central e do Sul”, completou Muñoz. “Neste momento em que a Hyundai embarca na transição para ser um provedor de soluções de mobilidade global, Ken será parte integrante de nossa equipe de liderança regional.”

Anúncio

Com 2,8 mil funcionários, a Hyundai é uma das mais novas montadoras a se instalar no Brasil. Iniciou suas operações em 2012, quando inaugurou a fábrica de Piracicaba, SP. Desde 2019, tem capacidade produtiva anual de 210 mil veículos e encerrou o ano passado como a quarta marca mais vendida do País, com 167,4 mil licenciamentos, atrás somente de GM, Volkswagen e Ford.

Seu principal veículo, o hatch HB20, foi o segundo automóvel mais vendido no mercado interno: acumulou 86,5 mil emplacamentos. Sua versão sedã somou outras 24 mil unidades e o Creta, o único SUV fabricado em Piracicaba,  47,7 mil — foi o quinto utilitário esportivo mais negociado.

LEIA MAIS

→ Hyundai atinge produção de 200 mil Creta no Brasil

→ Dezembro foi o melhor mês do ano em venda de veículos


Foto: Divulgação