As vendas mundiais de veículos elétricos estiveram próximas de 3,2 milhões de unidades em 2020, segundo a consultoria sueca EV.volumes. com, que congrega informações de cerca de 80 mercados. O resultado é 43% superior ao número registrado em 2019 ou quase 1 milhão de unidades a mais. A consultoria estima novo salto da mesma ordem em 2021, quando o mercado global poderá consumir 4,6 milhões de unidades eletrificadas.

Em 2020, só na Europa perto de 1,4 milhão de automóveis movidos a bateria ou plug-in chegaram às ruas, crescimento de 137% sobre o ano anterior, enquanto, na média, o mercado de veículos encolheu 20%.

Os países europeus, assim, roubaram da China o título de maior mercado global de veículos elétricos pela primeira vez desde 2015. A participação da tecnologia nas vendas de automóveis na região, incluindo o Reino Unido, triplicou de um ano para o outro, passou de 3,3% para 10,2%.

LEIA MAIS

→ Shell comprará empresa de recarga de veículos elétricos

Na China, apesar de o número de unidades negociadas ter crescido 12%, para pouco mais de 1,3 milhão,  a evolução na participação foi bem mais tímida, de 5,1% para 5,5%, e no restante do mundo ainda mais lenta.

As vendas de 328 mil automóveis elétricos nos Estados Unidos — 79% da Tesla — representaram crescimento de apenas 4% , enquanto elas recuaram no Japão, Canadá e Austrália. Mercados como Coréia do Sul e Índia e outros menores, como Israel e Emirados Árabes Unidos, mostraram desempenhos positivos.

ID6 X, SUV de sete lugares da Volkswagen será fabricado na China

As legislações de emissões nos principais mercados e, por conta delas, as perspectivas crescentes de vendas dos elétricos nos próximos anos têm acelerado o movimento das montadoras para a transformação em suas linhas de produtos. Só em 2021, devem chegar às concessionárias algo como 150 novos modelos plug-in ou integralmente movidos somente a bateria em todo o mundo.

Anúncio

A Volkswagen tem se esforçado para liderar a oferta de elétricos em vários mercados já no curto prazo. Depois do ID3, a montadora ampliará as entregas na Europa, China e Estados Unidos do ID.4, seu primeiro utilitário esportivo elétrico compacto. A montadora tem como meta vender perto de 100 mil unidades do ID.4 já em 2021.

Esta semana, o Ministério da Indústria e Tecnologia  da China  deixou vazar outro importante passo na estratégia de curto prazo da Volkswagen para o segmento. O site da pasta  exibiu o ID6 X,  SUV elétrico para até sete pessoas e que será produzido no país em parceria com a SAIC.

LEIA MAIS

→ Grupo BMW confirma MINI elétrico para o 1º semestre


Foto: Reprodução