A Continental está em fase de definir novo investimento no Brasil para aumento da capacidade de produção de correias transportadoras de cabo de aço, utilizadas em diversas atividades industriais do setor de mineração no mercado sul-americano.

Desenvolvido pela sua unidade de negócios, a Business Unit Conveying Solutions, o estudo sobre a viabilidade do projeto está em fase de conclusão. Sem revelar os locais avaliados, a Continental informou nesta terça-feira, 9, que está atualmente em negociações com autoridades governamentais das regiões onde mantém operações no País.

O estudo em andamento, segundo a empresa, é resposta à crescente demanda do mercado de países da América do sul pelas citadas correias e integra plano para netralizar as emissões de carbono até 2030.

“Globalmente, a Continental está comprometida com as soluções mais seguras e sustentáveis do setor de mineração”, afirma Fernando Roland, vice-presidente da unidade de negócios Conveying Solutions Americas da Continental. “Moldaremos um futuro sustentável com nossos melhores recursos de engenharia para produtos, serviços e operações de cabo de aço, reduzindo os impactos adversos ao longo da cadeia de valor”.

Anúncio

LEIA MAIS

Continental: 100 milhões de correias produzidas no País.

De acordo com nota da empresa, a expansão prevê que a nova unidade fabril atinja em 100% a meta de neutralidade em carbono para energia elétrica de acordo com os seus objetivos globais nessa área. A instalação brasileira inclui a utilização de processos de reciclagem para correias transportadoras à base de borracha.

Na área automotiva, a Continental concluir investimento de R$ 23 milhões em 2019 para a modernização de sua fábrica de Várzea Paulista, SP, onde produz freios ABS desde 2013 e há 2 anos nacionalizou a fabricação do ESC, controle eletrônico de estabilidade.


Foto: Divulgação/Continental