O Polo Automotivo Jeep, de Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, acaba de se tornar o primeiro complexo industrial multiplantas carbono neutro da América Latina. Tal status, que a fábrica da montadora já tinha desde 2017, foi agora conquistado por todos os 16 fornecedores do parque fabril, a partir de uma estratégia combinada de redução e compensação de emissões definida como programa Amigos do Clima.

“Trata-se de uma conquista muito importante, alcançada graças ao compromisso com o desenvolvimento sustentável que nós e nossos fornecedores compartilhamos”, comenta Antonio Filosa, COO, Chief Operating Officer, da Stellantis para a América do Sul.

De acordo com o executivo, o novo conglomerado automotivo já nasceu com a visão de buscar a neutralidade de carbono. “Desta forma, damos um passo muito importante com este marco inédito para toda a indústria sul-americana. E muitas outras iniciativas vêm por aí”, garantiu Filosa.

A rede de concessionários Jeep também se engajou ao projeto e desenvolve iniciativas para a redução e compensação de emissões em todas as 200 lojas espalhadas pelo Brasil. “Em total sintonia com os valores da marca e inspirados pela conquista histórica do Polo Automotivo Jeep, apresentamos o programa à nossa associação e o interesse foi imediato. Agora, vamos trabalhar em conjunto para que sejamos a primeira rede Jeep do mundo a alcançar a marca de Carbono Neutro”, revela Everton Kurdejak, diretor comercial da Jeep para o Brasil.

Anúncio

LEIA MAIS

Fiat lidera em janeiro e Stellantis detém 28% do mercado brasileiro

Stellantis encaminha joint venture de mobilidade elétrica com a Engie

Alexandre Aquino, chefe da Marca Jeep para a América Latina, revela que dentro da estratégia de redução de emissões está a eletrificação do portfólio, já em curso no exterior. “Teremos novidades importantes para oferecer ao consumidor brasileiro ainda este ano”.


Foto: Divulgação/Jeep