Montadoras, ambientalistas e consumidores decidiram pedir em conjunto nesta sexta-feira, 12, que a União Europeia estabeleça metas por país para a implantação de um grande infraestrutura pública para carregamento de veículos elétricos. Entidades enviaram carta aos comissários de clima, transporte, indústria e energia do bloco econômico solicitando o estabelecimento na região de cerca de 1 milhão de pontos públicos de recarga até 2024 e 3 milhões cinco anos depois.

“As montadoras europeias estão conduzindo a transição para a e-mobilidade. Mas o sucesso deste enorme esforço está seriamente ameaçado pelo atraso na instalação da infraestrutura de carregamento. A Comissão da UE precisa agir rapidamente e definir metas vinculativas para o aumento da infraestrutura de carregamento nos estados membros. Caso contrário, até mesmo as atuais metas de redução no combate às mudanças climáticas estão em risco “, diz Oliver Zipse, presidente da Acea.

O estabelecimento dessas metas, afirmam as entidades no texto, seria também um forte sinal para os consumidores de que o número de pontos de carregamento públicos acompanhará o aumento das vendas de veículos elétricos que a Europa tem testemunhado.

Também proporcionaria um cenário mais confiável para a indústria automotiva e operadores de rede, de infraestrutura de recarga e empresas de transporte. A proposta também ajudaria a criar 1 milhão de empregos em todo o continente e ajudaria a UE a cumprir seus objetivos climáticos, argumentam as entidades.

Anúncio

“Se levamos a sério o aquecimento global, precisamos acelerar a eletricidade. Para acelerar a transição, precisamos de um carregamento fácil e onipresente, não apenas na Noruega e na Holanda, mas em toda a Europa. As metas de carregamento de veículos elétricos por país são uma ótima maneira disso acontecer ”,  avalia William Todts, diretor executivo da T&E, Transporte  &  Meio Ambiente.

No documento, as associações sugerem ainda que as metas de cada país devem ser definidas com base em fatores como, dentre outros, o número de veículos elétricos nas ruas e a quantidade de estações privadas disponíveis.

Monique Goyens, diretora-geral do Organização dos Consumidores Europeus, acrescenta: “Deve ser tão fácil carregar um carro elétrico quanto abastecer um a gasolina. Ter infraestrutura de carregamento conveniente é o caminho para a confiança do consumidor e a aceitação dos carros elétricos”.

LEIA MAIS

→ Toyota detém 68,7% do mercado de carros eletrificados


Foto: Divulgação