A Cummins e a empresa de tecnologia Plus anunciaram uma parceria para o desenvolvimento de caminhões autônomos, ainda supervisionados por motoristas, equipados com motores a gás natural. A iniciativa é inédita na indústria de veículos ao incluir o combustível no projeto. Pelo planejamento, as empresas esperam poder oferecer a novidade ao mercado transportador em 2022.

Nos pilares do desenvolvimento estão os motores a gás natural comprimido Near Zero da Cummins que, segundo a fabricante emitem 90% menos Nox em relação ao limite estabelecido pela EPA, a agência de proteção ambiental dos Estados Unidos.  Integrados aos caminhões, entra em cena a Plus com o sistema de direção autônomo supervisionado chamado Plus Drive.

As empresas entendem que a parceria providenciará mais um caminho no processo de alcançar de maneira mais rápida as metas de redução de emissões. “Integrar os motores movidos a gás natural aos caminhões autônomos supervisionados permite um novo tipo de solução de transporte e oferece aos clientes opções ainda maiores para cumprir suas metas de emissões”, resume em nota J. Michael Taylor, gerente geral de Integração Global de Powertrain da Cummins Inc. “É a próxima etapa lógica para fornecer aos clientes soluções que se alinham com seus requisitos específicos de negócios.”

Anúncio

“O transporte sustentável é bom para os negócios e para a humanidade. Esta é uma colaboração extraordinária que reúne duas excelentes equipes de engenharia para criar uma solução inovadora e pronta para a produção que terá um enorme impacto comercial e ambiental”, completa Shawn Kerrigan, COO e cofundador da Plus.

A empresa do Vale do Silício começará a produção em massa do PlusDrive a partir do segundo semestre deste ano, com planos de também fornecer a solução nos Estados Unidos, China, Europa e outros mercados asiáticos.  O sistema já se encontra em diversas frotas pelo mundo e tem apresentado benefícios em segurança, menores custos de combustível, mais conforto e menos emissões de carbono.

LEIA MAIS

Daimler Truck e Cummins encaminham parceria em motores

Cummins acerta fornecimento global para os caminhões Isuzu

Cummins fatura R$ 19,8 bilhões em 2020


Foto: Cummins/Divulgação