A Tupy, multinacional brasileira do setor de fundição, alcançou sua maior receita líquida para o primeiro trimestre em todo a história. O faturamento de R$ 1,5 bilhão rerpesentou  aumento de 41% em relação ao mesmo período de 2020.

“Iniciamos 2021 mantendo a tendência de recuperação apresentada desde o segundo semestre do ano passado”, analisa Fernando Cestari de Rizzo, CEO da Tupy, que credita o resultado ao fornecimento a “setores perenes e que têm se beneficiado do aumento da demanda por infraestrutura, commodities, serviços de transporte e logística”.

A receita recorde no primeiro quarto do ano,  segundo Rizzo, se deve ao crescimento de 15% ao volume físico de vendas, que bateu em 127 mil toneladas.

O lucro bruto de R$ 240 milhões e o EBITDA Ajustado de R$ 199 milhões tão são os maiores valores apurados na história da Tupy para o período. O aumento dos custos com matérias primas e outros fatores foram mitigados por iniciativas de ganhos de eficiência, implementadas ao longo dos últimos trimestres, afirma a empresa.

LEIA MAIS

→ Tupy cria vice-presidência de compras e logística

→ Déficit comercial das autopeças cresce 127%


Foto: Divulgação