Balanço de vendas de veículos comerciais no primeiro quadrimestre apresentado pela Acea na quarta-feira, 26, registrou crescimento de 44,7% ao acumular 843,4 mil furgões, vans, caminhões e ônibus negociados ante 582,9 mil unidades anotadas um ano antes. As vendas correspondem à soma dos desempenhos dos mercados da União Europeia, Reino Unido e países da associação de livre comércio (Suíça, Liechtenstein, Noruega e Islândia).

Por consequência das necessárias medidas de contenção conta o avanço da pandemia adotadas nos mercados europeus no ano passado, a comparação entre meses se dá sobre um base significativamente baixa. Enquanto em abril de 2020, o mercado transportador absorveu pouco mais de 71 mil comerciais, no mês passado as entregas superaram 213 mil unidades, em alta quase 200%.

Com 84,5% de participação das vendas totais na região, os registros de comerciais leves evoluíram 49,7%, de 476 mil furgões e vans negociados no primeiro quadrimestre de 2021 para 712,8 mil nos últimos quatro meses. Somente em abril, foram mais de 180 mil unidades da categoria negociada, volume 236% maior em relação há um ano.

Anúncio

No segmento de caminhões, as entregas de janeiro de abril somaram 120,9 mil unidades, alta de 25,8% sobre o registrado no mesmo período do ano passado, de 96,2 mil veículos. As vendas isoladas de abril somaram 30,8 mil unidades contra 16,2 mil anotadas um ano atras, o que representou crescimento de 89,5%.

É no mercado transportador de ônibus que ainda persiste queda na demanda. De janeiro a abril, as vendas alcançaram 9,7 mil unidades, volume 9,7% inferior aos 10,7 mil ônibus negociados um ano antes.

LEIA MAIS

→Mercado de veículos comerciais na Europa cresce 23% no trimestre


Foto: Acea/Divulgação