Omercado de picapes segue em ritmo mais acelerado do que o de automóveis, com crescimento de 60% em vendas no acumulado de janeiro a maio deste ano, quando totalizou 145 mil emplacamentos ante os 90,6 mil do mesmo período de 2020. Já a demanda por carros teve alta de 25,5% em idêntico comparativo, com 670.887 licenciamentos este ano, contra os 534.515 dos primeiros cinco meses de 2020.

Dados da Anfavea indicam grande predominância das picapes com cabine dupla. Das 145 mil unidades comercializadas até maio, mais de 100 mil foram dessa opção. A alta nas vendas, nesse caso, é de 61,7% até maio, enquanto a demanda por modelos de cabine simples cresceu 53,2%. Com isso, a configuração cabine dupla já tem participação próxima de 70%.

Com a Strada e a Toro, a Fiat domina com vantagem o mercado de picapes. Esses dois modelos respondem, respectivamente, por 78,1% das vendas no segmento das pequenas e 35,6% no das grandes, segundo levantamento da Fenabrave. Em volumes, foram comercializadas 51,4 mil Strada e 28,2 mil Toro no acumulado até maio.

A concorrência tenta reagir a esse amplo domínio da Fiat que já perdura há anos no caso da Strada e foi conquistado rapidamente pela Toro entre as grandes. A General Motors está em plenos preparativos para abrigar a linha de uma nova picape em sua fábrica de São Caetano do Sul, SP, que deve chegar ao mercado ainda este ano.

A montadora diz que o modelo vem para concorrer em segmento inédito, mas como é derivado do Onix e a Chevrolet tem a S-10 concorrendo com a Toro deve visar prioritariamente a Strada, uma vez que a Montana acaba de sair de linha. A Ford, que encerrou atividades fabris no Brasil em janeiro, tem na picape Ranger o seu carro-chefe hoje no País.

Anúncio

Importada da Argentina, a Ranger emplacou 9.056 unidades até maio, ocupando a quarta colocação no segmento das grandes. Antes dela aparecem a Toyota Hilux, em segundo lugar com 15,7 mil emplacamentos, e a Chevrolet S10, em terceiro, com 9,5 mil unidades licenciadas. Dentre as picapes pequenas, a segunda colocada é a Volkswagen Saveiro, com 12,7 mil emplacamentos, e a Montana, com apenas 1,7 mil.

LEIA MAIS

Difícil dilema: encarar Strada ou Toro?

Na contramão do mercado, demanda por picapes cresce 21,5% no ano

O segmento das picapes grandes é maior do que o das pequenas, com total de 79,2 mil vendas nos primeiros cinco meses do ano. Nesse caso, houve crescimento de 35,7% sobre as 58,4 mil unidades vendidas em idêntico período de 2020.

O segmento das pequenas, no entanto, teve expansão bem maior, fruto da chegada da nova geração da Strada no segundo semestre do ano passado. Suas vendas passaram de 32,2 mil para 65,7 mil unidades no mesmo comparativo, com expressiva alta de 104%.


Foto: Divulgação/Fiat