A participação da Fiat no mercado de picapes não deixa margem para qualquer dúvida sobre a competência da marca em identificar tendências e oportunidades no segmento. Com Strada e Toro, a representante da Stellantis deteve 55% dos licenciamentos de picapes nos primeiros cinco meses de 2021.

E é muito pouco provável que esse porcentual não cresça até o encerramento do ano. Afinal, a linha 2022 da Toro começou a ser vendida somente no fim de abril e, portanto, será um grande atrativo para o segmento nos próximos meses.

Mais do que as mudanças estéticas, que apenas acentuaram o feliz desenho apresentado em 2016, e novidades como o multimídia com tela vertical e a plataforma de serviços conectados Connect Me, a Toro ganhou muito em sistemas de auxílio à condução e, particularmente, com o novo motor 1.3 turbo flex de 185 cavalos.

Fiat Toro

AutoIndústria avaliou a versão Volcano 1.3 em diversos tipos de piso e topografia. Em estradas sinuosas, planas, regiões de aclives elevados e mesmo em caminhos de terra batida, a picape justifica o porquê de atrair tantos compradores e, o mais importante para a marca, sinaliza que pode atrair muitos mais.

Se com a oferta do antigo motor 1.8 — ao lado do 2.0 turbodiesel, disponível ainda para todas as versões de acabamento na atual linha —, a Toro acumulou 300 mil unidades negociadas desde seu lançamento, há cinco anos, com o T270, nome comercial do novo motor, se manter ou até ampliar a liderança no segmento parece ser tarefa ainda menos dificultosa.

O conjunto mecânico, que envolve a transmissão automática de 6 velocidades, e as suspensões bem dimensionadas fazem ocupantes e motorista, muitas vezes, esquecerem que estão em uma picape, ainda que com proposta de utilização mais voltada para o lazer do que o trabalho.

Anúncio

Retomadas e aceleração imediatas comprovam que a Fiat, mais uma vez, acertou no produto que, na prática, embora domine as vendas entre picape grandes com 35% dos negócios, inaugurou um novo segmento, seguido depois pela Renault Oroch e que em breve ganhará uma representante nacional da Chevrolet.

O conforto assegurado pelo desempenho do T270 é reforçado pelo silêncio interno na cabine, seus revestimentos de boa qualidade e detalhes como luzes de cortesia nos retrovisores externos, carregamento de celular por indução e os muitos porta-objetos e entradas USB, uma resposta à demanda crescente de dispositivos eletrônicos utilizados por adultos e crianças.

Fiat toro

Vale relembrar que, desde seu lançamento, a Toro inovou com conveniência de dupla abertura da tampa da caçamba, que agrega ainda iluminação interna, uma ajuda e tanto para o manuseio da carga à noite.

Com preço inicial de R$ 145 mil, a Volcano 1.3 oferece ainda sistema de frenagem de emergência, de manutenção em faixa de rolagem – com correção –, piloto automático e iluminação lateralparacurvas, dentre muitos outros recursos de segurança e conforto.

A linha Toro 2022, assim, tem atributos de sobra para manter a picape entre os veículos mais vendidos do Brasil, a exemplo de 2020, quando acabou na 10ª colocação. Até de janeiro a maio, porém, já aparece na 8ª posição, com mais de 28 mil emplacamentos. Não será surpresa se a sustentar até dezembro.


Foto: Divulgação