O furgão Renault Master e o caminhão Volkswagen Constellation 30.300 8×2 conquistaram título de campeão geral nas categorias Caminhões e Utilitários de Carga da sétima edição da Selo Maior Valor de Revenda – Veículos Comerciais, levantamento da Agência Autoinforme em parceria com a Textofinal de Comunicação.

A pesquisa, elaborada a partir do preço médio do veículo zero quilômetro praticado há três, revelou que os modelos registraram valorizações, ao longo do período, em vez de uma depreciação, como seria habitual. Assim, o caminhão da VW anotou alta de 10,7%, enquanto o furgão da Renault, 14,1%.

De acordo com Joel Leite, diretor da Agência Autoinforme, a pandemia e a escassez de semicondutores impediram a indústria de veículos comerciais de utilizar a capacidade que possui para atender a demanda superaquecida. “Com isso, os compradores recorreram aos seminovos, o que explica a valorização desses veículos, mesmo depois de três anos de uso.”

Anúncio

Juntamente com os maiores campeões, receberam a certificação outros sete modelos, todos com índices positivos, exceção do Fiat Fiorino que, no caso, sofreu depreciação de 6,2%.

Para consolidar o levantamento, os veículos foram divididos em dois grupos e, partir daí, subdivididos por categoria, quatro no de utilitários de carga e cinco no de caminhões. No total, a pesquisa analisou 202 modelos, dos quais 180 caminhões e 22 utilitários.

CategoriaModeloÍndice de depreciação/valorização (%)
Furgoneta de cargaFiat Fiorino- 6,2
Camioneta de cargaKia Motors Bongo k250013
MinibusMercedes-Benz Sprinter 4160,5
Furgão de cargaRenault Master14,1
Caminhão semileveVolkswagen Delivery Express8,9
Caminhão leveVolkswagen Delivery 10.1606,3
Caminhão médioMercedes-Benz Accelo 1316-10,1
Caminhão semipesadoVolkswagen Constellation 30.33010,7
Caminhão pesadoScania R440 6x45,4