Pablo Di Si começará 2022 com novas atribuições na Volkswagen. O executivo, que vinha atuando como  Presidente e CEO da montadora no Brasil e América Latina desde 2017, passará a titular do recém-criado cargo de Presidente Executivo para a região. Sob sua responsabilidade, estarão as ações da empresa em 29 países da América do Sul e América Central.

Com a ascensão de Di Si,  a operação brasileira passará a ser comandada por Ciro Possobom, que assume a responsabilidade como COO Brasil (Chief Operating Officer), acumulando também a função atual de Vice-Presidente de Finanças e Estratégias de TI da Volkswagen Região América do Sul.

“Pablo Di Si é o arquiteto-chefe de nossa incrível história de retomada na América Latina. Sob sua liderança, lançamos a maior renovação de portfólio da história da Volkswagen no Brasil, sob medida para o gosto sul-americano, conquistando expressiva participação de mercado. Eu não conseguia pensar em um líder mais adequado para essa função-chave”, declarou em nota Ralf Brandstätter, CEO mundial da marca Volkswagen.

“Desejo muito sucesso ao Ciro nas novas atividades. Sinto muito orgulho e agradeço pelo belo trabalho de todo o time da região América Latina. Como sempre falo, só o trabalho em equipe alcança grandes resultados e toda a transformação que tivemos da nossa marca na região nos últimos anos foi fruto de muita dedicação, esforço e engajamento de todos”, escreveu o próprio Di Si em rede social.

Di Si deixará o atual cargo escudado por — após quase uma década de prejuízos — um “esperado retorno dos resultados positivos no ano fiscal de 2021”, como já admite a montadora. Sua gestão ficará marcada pela criação do Centro de P&D para Biocombustíveis, área com responsabilidades global no grupo, e sobretudo pela renovação quase total da linha de produtos fabricados no Brasil e Argentina, com o lançamento dos SUVs T-Cross, Nivus e do recém- lançado Taos.

Anúncio
CIRO POSSOBOM

Possobom e Owsianski, comando no Brasil e Argentina, respectivamente

Em novembro, o executivo anunciara um novo ciclo de investimentos para a região. Serão aplicados em novos produtos, digitalização e  tecnologias para a descarbonização cerca de R$ 7 bilhões até 2026. Parte dos recursos será destinada a uma nova família de veículos de entrada, dentre os quais o Polo Track, com produção confirmada para 2023 na fábrica de Taubaté (SP).

Vice-Presidente de Finanças e Estratégias de TI da Volkswagen Região América do Sul há dois anos, Ciro Possobom é formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Paraná e tem longa trajetória internacional, com passagens  por países da América Latina, Europa e Ásia. Por 21 anos, atuou na área financeira da Aliança Renault-Nissan.

A operação argentina seguirá sob o comando de Thomas Owsianski, Presidente e CEO ddesde 2019.

LEIA MAIS

→ Volkswagen anuncia investimento de R$ 7 bilhões até 2026


Foto: Divulgação