A demanda por financiamento no setor automotivo teve alta de 6,8% em 2021, abrangendo 5,9 milhões de unidades considerando veículos leves, pesados e motocicletas, tanto novos quanto usados. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 14, pela B3, informando que os moelos 0 km respondem por 20% de todos os negócios efetivados no ano.

Os destaques no balanço de 2021 foram os segmentos de pesados, principalmente caminhões, e motocicletas, nos quais o volume de financimento teve expansões de, respectivamente, 18% e 17,8%. Já a aprovação de crédito para compra de automóveis cresceu apenas 4%.

“Em 2020, os financiamentos de veículos sofreram uma queda brusca, devido à pandemia de Covid-19 e, em 2021, vimos uma melhora neste cenário, principalmente no primeiro semestre”, lembra Tatiana Masumoto Costa, superintendente de planejamento da B3. “O impacto na venda de veículos novos ao longo do ano, principalmente devido à escassez global de semicondutores, freou um crescimento mais forte em 2021”.

LEIA MAIS

Venda de seminovos cresce 17,8% em 2021

Anúncio

Mercado de veículos usados anota recorde no ano

No caso dos veículos usados, a alta no comparativo interanual foi de 10,7%. Quanto maior o tempo de uso do modelo, maios o índice de crescimento. A faixa com 9 a 12 anos teve aumento de 31,5%, enquanto os com mais de 12 anos registraram o expressivo aumento de 71,4%. Já os veículos novos sofreram queda de 1,4% no total de vendas a crédito. Entre eles, a categoria de dos leves teve recuo de 15% no acumulado do ano.

Com relação a dezembro, houve queda de 16,8% no montante dos veículos financiados, com destaque para os automóveis que tiveram queda de 22% nas vendas a crédito. Já o segmento de motos registrou alta de 8% e o de veículos pesados de 3% no mês passado em relação a novembro, confirmando comportamento predominante ao longo de todo o ano de 2021.


Foto: Pixabay