Por Redação

A thyssenkrupp acaba de construir unidade fabril em Jászfényszaru, localidade a 70 km de Budapeste, na Hungria. Ao custo de € 100 milhões, a nova fábrica produzirá sistemas de direção e de comando de válvulas especialmente para fabricantes de veículos da Alemanha, mas também outros mercados.

Segundo a companhia, a Hungria é cada vez mais local estratégico na cadeia de produção das montadoras europeias. No ano passado, o país produziu por volta de 480 mil automóveis.

“Nossos clientes estão investindo em novas fábricas e buscamos crescimento lucrativo na Hungria”, destaca Karsten Kroos, CEO da área de negócios Components Technology da thyssenkrupp. “Nosso foco são os produtos de alta tecnologia, como sistemas de direção elétrica e componentes para motores de combustão interna altamente eficientes e motores elétricos.”

A nova fábrica deverá criar 500 vagas de emprego conforme o aumento da produção. A unidade também é a primeira da companhia na Europa a abrigar duas tecnologias de produtos em um mesmo local com objetivo de obter mais eficiência e custos reduzidos, modelo utilizado com sucesso em fábricas da empresa instaladas na China e na América do Norte.

A companhia adianta que uma outra unidade fabril, esta dedicada a produção de molas e estabilizadores, em fase final de construção, deverá iniciar atividades ainda este ano. Atualmente, para suprir o setor automotivo da Hungria, a empresa opera uma fábrica de montagem de eixos de comando, um centro de serviço de aço e um centro de desenvolvimento de software para sistemas de direção, totalizando mais de 1.100 empregados no país.

No ano fiscal 2016/2017, a empresa apurou faturamento global de € 41,5 bilhões, dos quais € 11,2 bilhões foram provenientes das vendas para o setor automotivo.


Foto: thyssenkrupp/Divulgação