Por Redação

A Volvo Cars assegura que em setembro finalmente desembarcarão em suas concessionárias no Brasil as primeiras unidades da segunda geração do XC60, seu SUV médio apresentado mundialmente no primeiro trimestre. Diz também que o consumidor desse segmento de luxo não se arrependerá de esperar pelo modelo, que tem alguns mimos inéditos mesmo para carros nessa faixa de preço – a empresa oferece desde o começo de junho, em sistema de pré-venda, –a versão Momentum por R$ 235.950, a Inscriptiom por R$ 256.950 e a R-Design por R$ 266.950.

As  tais novidades são discretas, mas indicam a preocupação com detalhes de conforto e segurança, além da batelada de recursos – como condução semi-autônoma – bem conhecidos da marca. O SUV de luxo dispõe agora de palheta do limpador do para-brisa com jatos integrados a ele.  Segundo a empresa, o sistema “fornece exatamente a quantidade de líquido no local necessário”.

 

Além de uma distribuição mais eficiente do líquido de lavagem, outra grande vantagem é a visibilidade.  A Volvo calcula que a 90 km/h, dois ou três segundos de pulverização no para-brisa de modo convencional, com os jatos sobre todo o para-brisa, significam de 50 a 75 metros de distúrbio visual.

Anúncio

A nova geração incorpora também sistema de iluminação batizado de Volvo Full Led System, que incorpora quatro funções aos faróis do veículo:  aróis autodirecionamento, adaptação automática a luz alta para evitar o ofuscamento dos carros que vêm em sentido contrário ou que estão à frente no mesmo sentido, nivelamento automático do facho do farol de acordo com o número de ocupantes e o carregamento do veículo, e acendimento automático

 

As versões Inscription e R-Design têm ainda de série sistema Hands-Free para abertura e fechamento elétrico do compartimento de bagagem. Basta que a pessoa faça um gesto com os pés para acionar sensor sob o para-choque.

Carro-chefe – A montadora sueca torce para que toda essa sofisticação, na maioria das vezes pouco valorizada pelo consumidor, amealhe um bom número de clientes. Afinal  o XC60 é, literalmente, o carro-chefe de vendas da marca no Brasil. Sozinho, representou  66% de todos os veículos da marca negociados no mercado interno no primeiro semestre. Foram 1.058 unidades do SUV do total de 1.553 veículos Volvo emplacados.

E não se trata de um momento específico favorável do modelo. Já no ano passado o XC60  registrou 2.144 emplacamentos  ao longo dos doze meses. A participação sobre o total vendido pela marca obedeceu a mesma ordem de grandeza: 62% dos 3.456 automóveis e utilitários esportivos negociados no período.


Fotos: Divulgação/Volvo Cars