Por George Guimarães

Conforme revelou  AutoIndústria com exclusividade no dia 2, Pablo Di Si é novo  presidente e CEO da Volkswagen na América do Sul, América Central e Caribe,  e  também da operação brasileira. Oficialmente, o executivo ocupa os dois cargos desde o dia 1 de outubro, embora somente nesta segunda-feira, 9 , a montadora tenha confirmado a alteração.

Di Si substitiu a David Polwes,  que  será o primeiro vice-presidente e vice-presidente comercial  da  joint venture Saic Volkswagen Automobile, em Xangai China.

O argentino Di Si vinha respondendo pela Volkswagen na Argentina desde o início do ano passado. Ele ingressou na empresa em 2014, mas  já é bem  conhecido do setor automotivo brasileiro. Passou  por aqui quando integrava o Grupo Fiat, inclusive na CNH Industrial, de 2008 a 2012, e mesmo em empresas de outros setores.

Anúncio

Caberá a Di Si levar adiante os investimentos e o desafio  proposto pelo antecessor de colocar a marca alemã novamente ao topo do mercado brasileiro, posição que ostentou durante cerca de  quatro décadas.  Powels  entendia que a montadora poderá retornar à vice-liderança já no ano que vem e  figurar no lugar mais alto do ranking em três anos, quando toda a série de lançamentos de produtos  programada para o Brasil deve estar cumprida.

A Volkswagen negociou nas regiões comandadas por Powels e que agora estão sob responsabilidade de Di Si – América do Sul, América Central e Caribe – 335 mil veículos no ano passado, recuo da ordem de 22% sobre as 458 mil registradas no ano anterior. A projeção da empresa é encerrar 2017 com perto de 430 mil unidades negociadas, resultado que representará 28% de crescimento sobre 2016.


Foto: Divulgação/VW