A Volkswagen reduziu sua produção no Brasil mais uma vez. Nesta segunda-feira, 30, cerca de 800 trabalhadores da fábrica de Taubaté, SP, iniciaram férias coletivas de 10 dias. O motivo para interrupção parcial da produção, novamente, é a irregularidade no abastecimento das linhas ou mesmo a falta total de itens e sistemas que contenham chips.

Base produtiva dos modelos de entrada Gol e Voyage, a unidade tem cerca de 3,2 mil funcionários e já havia parado de produzir por falta de componentes em outras oportunidades nos últimos meses, a exemplo da planta de São Bernardo do Campo. A última, também por dez dias, em 6 de agosto. A atual interrupção afetará um único turno de trabalho e vai até o próximo dia 8.

A Volkswagen diz que tem tentado contornar a falta de componentes eletrônicos nas operações brasileiras por meio de trabalho conjunto com os fornecedores e com sua própria matriz.

Anúncio

Taubaté interrompe parte de sua produção no mesmo dia em que cerca dce 1,5 mil funcionários da Volkswagen de São Bernardo do Campo, SP, voltaram ao trabalho após 20 dias de férias coletivas motivadas também pela irregularidade no fornecimento de autopeças. A planta paulista de São Carlos e a unidade de São José dos Pinhais, PR, seguem operando normalmente, segundo a montadora.

LEIA MAIS

→ Volkswagen quer etanol como fonte complementar para a eletrificação


Foto: Divulgação