Por Redação

No calendário de eventos já se sabe que o Salão de Tóquio revelará tendências para o setor automotivo com um desfile de carros conceitos. Na edição 2017, aberta ao público na madrugada do dia 24 de outubro, não está sendo diferente. As montadoras japonesas, mais uma vez, impressionam com a disposição de levar o automóvel a um outro patamar tecnológico.

A Nissan, por exemplo, oferece no IMx, carro-conceito 100% elétrico, uma prévia do conceito Intelligent Moblity, a abordagem da empresa para mudar a forma como os automóveis são alimentados, conduzidos e integrados à sociedade. Com capacidade para ser totalmente autônomo, o modelo traz uma versão futura do ProPILOT, sistema com o qual o veículo se conduzira sem interferência do motorista. Ao selecionar o modo, o sistema recolhe o volante para dentro do painel e reclina todos os bancos para que os ocupantes aproveitem a viagem com mais conforto. Com o modo manual, os assentos retornam à posição original e o motorista passa a ter controle sobre o veículo.

O IMx tem assoalho totalmente plano e é impulsionado por dois motores elétricos localizados na frente e na traseira, o que lhe proporciona tração integral. Juntos, os motores geram 320 kW de potência e torque de 700 Nm. Depois, uma nova bateria fornece autonomia de mais de 600 quilômetros com uma única carga. O carro-conceito da Nissan ainda possui inteligência artificial, o que permite ao motorista controlar o painel de instrumentos com movimentos oculares e gestos de mão.

Uma das atrações da Toyota é o TJ Cruiser, um modelo que reúne características de van e utilitário esportivo. Segundo a fabricante, o T vem de toolbox, do inglês caixa de ferramentas e o J da palavra joy, alegria. Quase pronto para ser realidade, além de muito espaço interno, os assentos do carro podem ser totalmente reclinados para a posição horizontal, recurso pensado para ampliar o ambiente, depois o modelo carrega tecnologia de compostos de matérias resistentes a arranhões e sujeira. O TJ Cruiser possui motor 2.0L e sistema híbrido e tração integral.

Anúncio

A Toyota também inova com o Sora, um ônibus que reúne a tecnologia de célula de combustível à de motores elétricos. A fabricante avisa que o modelo será produzido em massa, como parte as metas estabelecidas pela empresa na redução de 90% das emissões de CO2 originadas de seus veículos novos até 2050.

O ônibus tem dois motores que geram 113 Kw e torque de 335 Nm cada, além de dez tanques de hidrogênio de alta pressão. Também poderá ser usado como fonte de energia, em casos de emergências, por exemplo. Sua capacidade é para 79 ocupantes, 22 sentados, 56 em pé, mais o motorista. No pacote de segurança traz assistentes de direção como controle de frenagem e um sistema inédito no Japão que permite ao ônibus parar a uma distância ideal da guia.

De acordo com a Toyota, as vendas de um modelo comercial baseado no conceito do Sora começam no ano que vem. A expectativa é introduzir mais de 100 ônibus, principalmente na área metropolitana de Tóquio, tendo em vista os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020.

 


Fotos: Nissan e Toyota/Divulgação