Por Redação

No ano passado, as marcas de automóveis e veículos comerciais do Grupo Volkswagen venderam mais de 10,7 milhões unidades em todo o mundo, crescimento de 4,3% na comparação com os 10,3 milhões anotados no ano anterior.

Foi o maior volume entregue pela corporação de todos os tempos e se mantém como a maior fabricante de veículos do mundo, apesar da mancha negra do passado recente com o escândalo do chamado Dieselgate.

“O recorde de vendas histórico é sobretudo atribuído ao forte desempenho das equipes das marcas e funcionários do Grupo”, destaca em nota Matthias Müller, CEO do Grupo Volkswagen. “Continuaremos a fazer tudo o que pudermos em 2018 para atender e superas as expectativas dos nossos clientes em todo o mundo.”

A Europa continua sendo o maior mercado da corporação, com 4,32 milhões de veículos entregues no ano passado, alta de 3,3% sobre as 4,19 milhões de unidades vendidas em 2016.

No balanço, no entanto, as vendas na América Latina em 2017 foram as que apresentaram o maior crescimento, de 23,7%. No período foram negociados 521.600 veículos ante os 421.500 registrados no ano anterior.

O Brasil contribuiu com as vendas de 308.000 unidades, alta de 19,5% sobre o volume registrado doze meses antes, de 257.700.

Anúncio

Depois da Europa, o segundo maior volume de entregas ficou a cargo da região Ásia-Pacífico. Por lá, os mercados absorveram 4,50 milhões de veículos, alta de 4,3% sobre o volume de 2016, de 4,31%. Somente o mercado chinês foi responsável por absorver 4,18 milhões, o que representou expansão de 5,1% na comparação com o resultado do período anterior, de 3,98 milhões.

Os automóveis Volkswagen foram os que mais contribuíram com o resultado. Os mercados globais compraram no ano passado 6,23 milhões de unidades da marca, volume 4,2% superior aos 5,98 milhões registrados em 2016.

Depois vem a Audi, com 1,87 milhão de carros vendidos, alta de 0,6%, seguida pela Skoda, com entregas de 1,2 milhão de unidades, crescimento de 6,6%.

As marcas do segmento de veículos comerciais também contribuíram com resultados significativos para o Grupo no ano passado. A Volkswagen anotou crescimento de 4,2%, com 497.900 unidades vendidas, a MAN cresceu 11,6%, ao negociar 114.100 veículos em 2017, e a Scania também registrou expansão de 11,6%, com 90.800  entregues.


Foto: Volkswagen/Divulgação