Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

Apresentado no fim do ano passado no Brasil, o Mustang  ainda não chegou à rede de concessionários Ford. Ainda assim, a montadora já negociou duzentas unidades do esportivo por meio de pré-venda em website dedicado. É  resultado mercadológico bastante expressivo para o segmento e faixa de preço.

Ao longo de todo o ano passado, foram licenciados, segundo a Fenabrave, 1.289 unidades de nove carros esportivos no País Isso porque a entidade estranhamente relaciona 151 emplacamentos do desconhecido Asa Cauype, um buggy  fabricado no Ceará com motor Volkswagen 1.6 e que em nada pode ser comparado com os outros oito modelos indicados no levantamento.

Anúncio

Assim, devem ser considerados para o segmento esportivo, de fato, somente os 1.138  veículos restantes. O Porsche 911 liderou o segmento com 158 emplacamentos., enquanto o Chevrolet Camaro, um dos mais tradicionais concorrentes do Mustang nos Estados Unidos ao lado do Dodge Challenger, os chamados muscle car,  vendeu 135 unidades. O Mercedes-Benz SLC ficou na terceira colocação com 128 unidades negociadas. Do Audi TT, por exemplo,  foram emplacados 99 veículos, e 54 do BMW M2.

A Ford manterá a pré-venda do Mustang até o encerrramento de março, quanto também  os primeiros compradores receberão seus veículos. O modelo é oferecido em única versão, a topo de gama GT Premium, com motor V8 5.0 de 466 cavalos, por  caprichosos R$299.900,00. Para reservar uma unidade, o consumidor deve desenbolsar 10% desse valor a título de sinal.

“O Mustang tem encontrado uma grande aceitação. É um ícone de esportividade que desperta entusiasmo e emoção em todas as partes do mundo. O Brasil agora estará oficialmente integrado a esse grupo ”, diz Fernando Pfeiffer, gerente de produto da Ford.


Foto: Divulgação/Ford