Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

A volta do italiano Antonio Filosa ao Brasil, agora como presidente da FCA, Fiat Chrysler Automobiles, para a América Latina, coincide com a proximidade do anúncio de um novo ciclo de investimento da companhia no mundo e na região, com validade para o período 2018-2022.

Será sua a responsabilidade de comandar os novos aportes a serem divulgados em 1º de julho pelo CEO mundial, Sergio Marchionne, que certamente contemplarão as operações do Brasil, da Argentina e da América Latina como um todo.

Entre 2012 e 2017, a FCA investiu R$ 21,9 bilhões na região, incluindo construção e modernização de fábricas, introdução de novas tecnologias, capacitação de pessoas e lançamento de produtos. Como frutos deste ciclo de investimentos destacaram-se a construção do Polo Automotivo Jeep, o maior investimento do setor em um projeto, e a completa renovação da gama de produto da empresa.

Leia mais

FCA abre 1,5 mil vagas e inicia terceiro turno de trabalho no Polo Jeep

Italiano de Nápoles, Filosa, 44 anos, ocupava o cargo de diretor-geral da FCA Argentina desde agosto de 2016. Ele ingressou no Grupo Fiat, atual FCA, em 1999 e desde então acumula extensa experiência internacional, com atuação nas áreas de manufatura, compras e supply chain, novos produtos, marketing e gestão de projetos. Já ocupou cargos na Espanha, Estados Unidos, Itália, Argentina e Brasil.

Anúncio

Engenheiro formado pelo Instituto Politécnico de Milão e com formação complementar em gestão na Fundação Dom Cabral, em Minas Gerais, Filosa chegou à planta da Fiat em Betim (MG) em 2006, onde exerceu os cargos de gerente de logística Interna, de planejamento estratégico e de compras, além de diretor-adjunto de manufatura e diretor de compras para a América Latina.

Leia mais

Stefan Ketter deixa o comando da FCA

Ao assumir o novo cargo, Filosa também passa a integrar o Group Executive Council (GEC), a máxima instância executiva do grupo. Filosa sucede no comando da operação latino-americana a Stefan Ketter, que retorna à Europa e continua na função de Chief Manufacturing Officer da FCA e membro do GEC.


Foto: Divulgação/FCA