Por Alzira Rodrigues | alzira@autoindustria.com.br

Diante do crescimento de 15,6% nas vendas de veículos no primeiro trimestre, a Fenabrave decidiu rever para cima as suas projeções para 2018. Ante alta de 11,8% estimada no início do ano, acredita agora em expansão de 15,1%, o que representará a venda de 2 milhões 579 mil veículos, incluindo leves e pesados, contra os 2 milhões 240 mil do ano passado.

Ao revelar as novas projeções, o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr. destacou vários fatores positivos, como o crescimento do PIB estimado em 3,5%, a queda da inadimplência e a maior oferta de crédito tanto para veículos leves como pesados.

Leia mais

→Fenabrave projeta alta de 11,8% para 2018

Segundo o presidente da Fenabrave, o índice de aprovação de fichas cadastrais, que era de apenas 2,7 para cada 10 no ano passado, já está em 3,8. “A inadimplência baixou de 3,78% para 3,73% em dois meses e o crédito ficou mais acessível.”

Assumpção Jr. aproveitou o evento de divulgação do balanço do trimestre para falar do Rota 2030. Disse que ainda há uma expectativa de que a nova politica setorial seja aprovada pelo governo este ano – ao todo ou em parte –, prevendo inclusive que caso ela saia os números possam ser novamente revistos e mais uma vez para cima.

“O Rota 2030 envolve investimentos e a continuidade da busca por maior eficiência energética. Sua aprovação certamente seria favorável ao desempenho do setor.”

Novas projeções – Com relação aos automóveis e comerciais leves, a projeção foi revista de crescimento de 11,9% para 15,2%, acreditando-se agora em pouco mais de 2,5 milhões de emplacamentos só nesse segmento (era a meta para o mercado total antes).

Também a expectativa de comercialização de caminhões foi revista para cima – alta de 17%, ante os 9,5% anteriores – com as vendas chegando a 60,9 mil unidades no ano.

Anúncio

Leia mais

Concessionários admitem risco de faltar caminhão pesado

Já a meta para os ônibus foi mantida, com expansão de 5,4% e 15, 6 mil unidades, enquanto a relativa às máquinas agrícolas foi reduzida. Estima-se agora um crescimento de apenas 0,24% nesse segmento, contra os 5,06% de antes, com a comercialização de 41,6 mil unidades.

Trimestre – Com a venda de quase 207,4 mil veículos em março, o setor automotivo registrou crescimento de 32,1% sobre fevereiro e de 9,6% sobre o mesmo mês de 2017. No trimestre foram comercializados 545,5 mil veículos, 15,6% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Leia mais

Venda de veículos tem alta de 15,6% no trimestre

→Autopeças comemoram crescimento de dois dígitos

A venda de automóveis e comerciais leves cresceu 15,2% nos primeiros três meses do ano, com total de 527,3 mil unidades, enquanto a de caminhões teve a expressiva alta de 51,7%, com 14,7 mil emplacamentos. Também o segmento de ônibus teve desempenho positivo, com 1.169 unidades licenciadas, expansão de 40% no mesmo comparativo.


Foto: Divulgação/Fenabrave