Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

O BMW Group parece estar mais confiante no mercado brasileiro de motocicletas do que no de automóveis. Enquanto a empresa tem reduzido o número de modelos de automóveis que monta em Araquari (SC), trata de diversificar a produção de motos de sua divisão Motorrad em Manaus (AM).

A montadora acaba de confirmar a fabricação lá das novas motos F 750 e F850. Junto com os produtos, a planta de Manaus receberá melhorias tecnológicas no processo produtivo e o apoio de quatorze fornecedores locais exclusivos para as novas F, que começam a ser produzidas no último quadrimestre do ano.

Segundo a empresa, estão sendo aplicados R$ 2 milhões no projeto. “Com esta nova ação, já investimos aproximadamente R$ 60 milhões nos últimos dois anos”,  afirma Alejandro Echeagaray, presidente da fábrica localizada no Polo Industrial de Manaus.

A unidade fabril, inaugurada em outubro de 2016, é a primeira da empresa fora da Alemanha totalmente dedicada à produção de motocicletas. Lá trabalham 175 fundionários diretos e indiretos que já produzem outros dez modelos.

Em 2017,  saíram de Manaus 6,6 mil motocicletas BMW, 30% a mais do que no ano anterior, quando foram fabricadas 5,1 mil. As vendas no atacado do mercado interno cresceram exatamente na mesma proporção, para 7 mil motos, contra as 5,4 mil negociadas em 2016.

Anúncio

Leia mais

→G 310 GS é trail da BMW mais acessível

→BMW Motorrad 9cento alia rotina e diversão

→Produção de motos segue em ritmo positivo

Os números acumulados de 2018 indicam novo crescimento tanto em produção quanto em vendas. De janeiro a maio foram fabricadas 3,3 mil motocicletas em Manaus. Pouco mais de 1,3 mil unidades da G310 R e da G310 GS, os dois novos modelos de entrada da marca, agora os mais produzidos no Brasil, à frente da linha 1200 R, com 1,1 mil unidades fabricadas.

As vendas nos cinco primeiros meses superaram 3,6 mil motocicletas, sendo 1,1 mil das G310 R e G310 GS. Neste caso,porém, a liderança fica ainda com a linha 1200, que somou pouco mais de 1,4 mil unidades negociadas com a rede de distribuição, mas que naturalmente cederá a posição às G 310 até o fim do ano


Foto: Divulgação/BMW