A Nissan tem plano ousado de expansão da rede. Durante o seu atual ano fiscal, de abril de 2018 a março de 2019, a fabricante fortalecerá a presença da marca na América Latina com a construção de 44 concessionárias, redemodelação de 34 e realocação de outros 18 endereços. O total de 96 pontos, resulta em uma média uma nova loja a cada oito dias na região.

Em uma primeira etapa do projeto, os países em foco são Argentina, Brasil, Chile, Peru, Colômbia, Equador, Guatemala, Haiti, Honduras, Jamaica, Paraguai, Porto Rico e República Dominicana. Para o Brasil, o plano é inaugurar 12 novas concessionárias, 32 remodelações e 5 relocalizações.

A expansão da rede Nissan na região está inserido no que a fabricante chama de NRC, de Nissan Retal Concept, programa global da companhia que padroniza a rede e oferece novas experiências ao cliente seja pelo ambiente físico ou por meio de interação digital.

LEIA MAIS

→Nissan Argentina é a nova associada da Adefa

→Com Frontier, Nissan inicia operações na Argentina

Anúncio

→Nissan antecipa investimento de US$ 40 milhões em Resende

O NRC começou em mercados como a China, Japão, América do Norte e Europa e, desde 2016, desembarcou na América Latina. Atualmente, já foi aplicado em 28 concessionárias em dez países.

“Nossa prioridade é garantir a satisfação total de nossos clientes no momento de compra e serviços. Queremos personalizar, inovar e digitalizar todas as experiências”, resume Guy Rodriguez, vice-presidente de vendas e marketing da Nissan LATAM. “Como parte do nosso plano de negócios global, conhecido com Nissan M.O.V.E., até o ano de 2022 vamos implementar o Nissan Retail Concept em mais de 9 mil concessionárias em todo o mundo, e aproximadamente 500 delas estarão na América Latina.”

Atualmente, a Nissan atua na América Latina em 38 mercados com 34 importadoras, mais de 450 distribuidoras de automóveis e quatro subsidiárias, presentes no Brasil, Chile, Argentina e, desde janeiro de 2018, também no Peru.


Foto: Nissan/Divulgação