O bom desempenho das marcas Fiat e Jeep, que lideram nos segmentos de picapes, comerciais leves e SUVs, garantiu crescimento de 18% das vendas da FCA em agosto sobre julho, índice superior ao da média do mercado, que foi de 14,7%. No total, a Fiat Chrysler Automóveis emplacou 44,7 mil veículos no mês, ante os 37,7 mil de julho.

Com esse resultado, a participação da FCA ficou em 18,8% em agosto, crescimento de 0,7 ponto porcentual sobre o mês anterior. A Jeep bateu recorde mensal de vendas no Brasil, com 10,3 mil licenciamentos em agosto e market share de 4,3%. A Fiat foi a vice-líder no mercado doméstico, com fatia de 14,4% e mais de 34,4 mil unidades comercializadas.

LEIA MAIS

Fiat passa a Volkswagen em agosto

No acumulado do ano, a FCA vendeu total de 279,2 mil automóveis e comerciais leves, conquistando participação de 17,7% do mercado total.

Ao divulgar seu balanço do mês e do ano, a FCA destaca que, juntando as marcas que representa, o grupo lidera as vendas no País. Ou seja, vende mais do que a General Motors, que como marca é líder no Brasil há três anos. Além da Fiat e Jeep, a FCA também comercializa por aqui modelos Chrysler e Dodge, mas em volumes bem pequenos.

LEIA MAIS

SUVs e hatches pequenos continuam ganhando mercado

Anúncio

Herlander Zola, diretor do Brand Fiat para a América Latina e diretor comercial Fiat Brasil, diz que a marca vem ganhando participação no segmento de hatches, com o Argo e Mobi, e avançando fortemente entre os sedãs, com o Cronos.

Destaca, ainda, que a Fiat é líder absoluta no segmento de picapes, com Strada e Toro na primeira e segunda colocações, respectivamente, e tem o Fiorino como primeiro colocado no segmento de comerciais leves.

Já a Jeep lidera o mercado de SUVs. “Mesmo com o mercado extremamente agressivo, o Compass segue na liderança do segmento e o Renegade é o segundo colocado no acumulado do ano”, afirma Tania Silvestri, diretora do Brand Jeep para a América Latina e diretora Comercial Jeep, Chrysler, Dodge e Ram Brasil.

Tanto Zola como Silvestri mostram-se otimistas quanto ao comportamento das marcas que representam para os próximos meses. Segundo Zola, está em curso uma campanha de test-drive dos modelos Fiat “que reforça a tecnologia, conforto e qualidade dos produtos da marca”.

A Jeep, por sua vez, tem um calendário intenso de ações de valorização da marca e dos produtos. “Nossa estratégia comercial e de comunicação se apoia sobre os atributos Jeep, que são únicos e, por isso, valorizados pelo consumidor”, diz Silvestri.


Foto: Divulgação/FCA