A FCA, Fiat Chrysler Automobiles, alcançou lucro operacional ajustado (EBIT) recorde de € 2 bilhões no terceiro trimestre do ano, resultado 13% superior ao de igual período de 2017. Com tal desempenho, o lucro da companhia subiu para € 5,26 bilhões no acumulado no ano até setembro.

América do Norte (Nafta) e América do Sul (Latam) são as regiões apontadas pela FCA como as de maior destaque no trimestre. A primeira contribuiu com lucro operacional de € 1,9 bilhão e margem de 10,2%.

A América do Sul ampliou as receitas operacionais em 14%, para € 1,98 bilhão de euros (cerca de R$ 8,3 bilhões), e incrementou o lucro operacional em 41%, apesar da retração do mercado argentino registrada no período. A empresa registra crescimento no mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves, onde é líder em vendas com as marcas que representa, em especial Fiat e Jeep.

LEIA MAIS

Anúncio

Jeep bate recorde mensal e FCA cresce 18% em agosto

O balanço do terceiro trimestre da FCA mostra vendas globais de 1,13 milhão de unidades, receitas operacionais de € 28,8 bilhões e lucro líquido ajustado de € 1,4 bilhão.

No acumulado do ano, a empresa vendeu globalmente 3,53 milhões de veículos (crescimento de 8% sobre o acumulado de 2017), com receitas operacionais de € 84,8 bilhões de euros (alta de 3%).

O resultado acumulado levou o grupo a confirmar as projeções de resultados para o ano. A FCA prevê receitas operacionais globais entre € 115 bilhões e 118 bilhões no ano, com um lucro operacional entre € 7,5 bilhões e 8 bilhões e lucro líquido ajustado ao redor de € 5 bilhões.


Foto: Divulgação/FCA