Com market share de quase 8,7% no acumulado do ano e operando em três turnos em sua fábrica de automóveis de São José dos Pinhais, PR, a Renault completa nesta terça-feira, 4 de dezembro, 20 anos de produção no Brasil. “É o nosso melhor momento no País, com participação recorde no mercado brasileiro”, comemora o presidente da empresa para a América Latina, Luiz Fernando Pedrucci,

Ante alta de 14% a 15% nas vendas de automóveis e comerciais como um todo, a Renault encerrará 2019 com expansão na faixa de 28% a 30%, ou seja, o dobro da média do mercado. Até novembro, a marca emplacou total de 194,3 mil unidades.

“Desde 2010 que registramos market share ascendente e queremos continuar crescendo acima do mercado nos próximos anos. A meta é chegar a 10% em 2022”, destacou Pedrucci.

Pela sua projeção, o mercado brasileiro de veículos continuará crescendo nos próximos anos, com índice de expansão em 2019 um pouco abaixo do registrado este ano. “Acredito em evolução de um dígito ou mesmo dois, mas inferior à deste ano”.

LEIA MAIS

Com Kwid e Captur em alta, Renault já tem 8,6% do mercado interno

Renault: 3 milhões de veículos produzido no Brasil.

Anúncio

Sem revelar novos valores de investimento, Pedrucci diz que a empresa quer ampliar a sua cobertura de mercado brasileiro, passando a atuar em novos segmentos nos próximos anos. “Um deles é o situado acima do Captur”, comentou o executivo. “Ainda não sabemos exatamente em qual produto investiremos, mas entre as opções temos o Arkana ou um C-SUV complemente novo”.

Por causa da crise no mercado argentino, a Renault terá queda em suas exportações este ano, na faixa de 13%, com total de 85 mil unidades embarcadas para paísesda América do Sul.

Desde o início de sua produção no País, a Renault já fabricou mais de 3 milhões de veículos e 4 milhões de motores – 30% desse total exportados. Com quatro fábricas no complexo industrial paranaense (veículos de passeio, veículos utilitários, motores e injeção de alumínio), a empresa tem hoje 7,3 mil funcionários, também um número recorde em sua história brasileira.

Dentre os modelos produzidos aqui estão o Kwid, Sandero, Logan, Duster, Duster Oroch, Captur e o comercial leve Master. A capacidade instalada da Reanult no Brasil é de 320 mil automóveis, 60 mil comerciais leves, 600 mil motores e 500 mil peças de alumínio por ano.


Foto: Divulgação/Renault