Com total de 199.814 veículos emplacados em janeiro, o mercado automotivo iniciou o ano com alta de 10,2% no comparativo com o mesmo mês do ano passado. Em relação a dezembro, quando foram licenciadas 234,5 mil unidades, houve queda de 14,8%, mas esse movimento na virada do ano é normal, visto que o primeiro mês de ano, marcado por período de festas e férias, é tradicionalmente mais fraco.

Para se ter uma ideia do desempenho favorável de janeiro deste ano basta lembrar que em 2016 foram vendidos 155,6 mil veículos, incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, e no ano seguinte apenas 147,2 mil.

A reação do setor vem sendo sentida desde o ano passado, quando o mercado encerrou o ano com índice de crescimento acima do esperado tanto pela Anfavea, a entidade que representa as montadoras, como também pela Fenabrave, a federação dos distribuidores de veículos.

LEIA MAIS

Fenabrave refaz projeção pela terceira vez no ano

Anfavea admite rever para cima a meta de vendas internas

Anúncio

Anfavea projeta produção de 3,14 milhões de veículos este ano

Segundo fonte do setor de distribuição, as vendas nos últimos dois dias de janeiro foram marcadas por grandes negócios com frotistas, o que tem sido corriqueiro nos últimos meses. Na quarta-feira, 30, houve perto de 13 mil emplacamentos e no dia 31, quinta-feira, outros 15 mil.

LEIA MAIS

Anfavea terá chapa única encabeçada por Luiz Carlos Moraes

Na média do mês, as vendas por dia útil ficaram em 9.082 unidades, um número razoável para janeiro, até porque houve o feriado da cidade de São Paulo, dia 25, o principal mercado de veículos do País.

Na próxima terça-feira, 5, a Fenabrave divulgará o balanço detalhado de janeiro, com números relativos aos diferentes mercados, com os de veículos leves e pesados, e também por marcas e segmentos.