Em meio ao turbilhão provocado pela General Motors ao ameaçar sair do País, a montadora inicia o ano com folga na liderança do mercado, com participação de 19% nas vendas totais de automóveis e comerciais leves, sequida da Volkswagen, com 14,7%, e da Fiat, com 13,7%.

A GM vendeu 36,2 mil veículos em janeiro, com crescimento de 11,7% sobre as 33,9 mil unidades licenciadas no primeiro mês do ano passado. Também a Volkswagen ampliou número de emplacamentos, mas em índice menor, de 6,3%, com 26,3 mil unidades comercializadas. A Fiat, por sua vez, atingiu 23,4 mil emplacamentos, com alta idêntica à da GM, de 11,7%.

Assim como a marca, também o Chevrolet Onix segue firme na liderança do ranking dos automóveis mais emplacados no País, com 18,8 mil unidades comercializadas no mês passado, mais do que o dobro das 8 mil do Ford Ka, segundo colocado. Em terceiro, com 7,2 mil licenciamento, está o Hyundai HB20.

Os dados gerais do setor, assim como os das marcas e modelos, foram divulgados pela Fenabrave na terça-feira,5, com base em números do Renavam. O comportamento do mercado em janeiro mostra que as notícias sobre os prejuízos da GM e até mesmo a ameaça de abandonar suas operações locais, conforme e-mail enviados a seus funcionários no mês passado, não atingiram o consumidor.

A montadora diz que novo ciclo de investimento no País, de R$ 10 bilhões para o período 2020-2024, depende de negociações com sindicatos e fornecedores, além de também estar reivindicando benefícios fiscais.

Anúncio

LEIA MAIS

GM atrela novo investimento de R$ 10 bilhões às negociações em curso

Direitos trabalhistas: metalúrgicos se unem para discutir propostas da GM.

No ABC, metalúrgicos aguardam reunião com o presidente da Ford

No ranking de vendas por marcas, a movimentação maior aconteceu entre o quarto e sexto lugares. A Ford, que em janeiro do ano passado era a quarta colocada, ficou em sexto no mês passado, com 16,2 mil licenciamentos e partiricpação de 8,5%. Já a Toyota subiu da sexta para a quarta posição, com 16,4 mil unidades emplacadas em janeiro deste ano e fatia de 8,6%.

A Renault teve vendas bem próximas às da Toyota, de 16.346 unidades, ficando assim com participação quase que idêntica à da marca japonesa, de 8,57%. Entre a sétima e décima posição estão a Hyundai, com 8,4% de penetração e 13,6 mil emplacamentos; a Honda, respectivamente 5,2% e 9,9 mil unidades; a Jeep (4,3% e 8,9 mil licenciamentos) e Nissan (3,9% e 6,5 mil unidades).


Foto: Divulgação/GM