Apresentados pela Jeep no Salão do Automóvel de São Paulo em novembro, o Renegade Willys, em série limitada a 250 unidades, e o Wrangler, em sua quarta geração, tiveram pré-venda iniciada nesta sexta-feira, 15, na rede de concessionárias da marca, que conta com 191 pontos no País.

Muito em breve, segundo a Jeep, será a vez da série especial Compass S chegar ao mercado. Em todos os casos, a ação de pré-venda valerá até 4 de abril, o Dia Jeep 4×4, e para fazer a reserva – pelos endereços renegadewillys.jeep.com.br/prevenda.html e wrangler.jeep.com.br/prevenda.html – o cliente precisa dar um sinal de R$ 5 mil.

O Renegade Willys, a primeira edição limitada no Brasil do SUV da Jeep, custa R$ 146.990. O Wrangler, por sua vez, está sendo oferecido inicialmente na versão Sahara com duas ou quatro portas (Unlimited), cujos preços sugeridos são de R$ 259.990 e R$ 274.990.

Ao divulgar o lançamentos da série limitada, a Jeep destacou o papel de destaque da marca no concorrido segmento de SUVs. Renegade e Compass, produzidos em Goiana, PE, são os líderes de venda no primeiro bimestre, com total de, respectivamente, 9,5 mil e 8,5 mil unidades. Os dois juntos respondem por 22,4% dos emplacamentos no segmento.

No caso da série Willys, a proposta é homenagear a marca criadora dos primeiros Jeep, em 1941. Com base na versão Trailhawk, acrescida de vários diferenciais de estilo, os modelos trazem as inscrições Willys nos para-lamas dianteiros e 4-Wheel Drive na tampa traseira, típicas dos antepassados do Jeep Renegade.

A série Willys, disponível na cor verde Recon, traz ainda os símbolos Oscar Mike – estrelas estilizadas que remontam ao lema militar “em missão ou em movimento” nas colunas C e também bordados nos encostos dos bancos dianteiros. Uma plaqueta na alça à frente do passageiro dianteiro, no painel, indica a numeração dentro da série limitada.

Anúncio

O número poderá ser escolhido pelo cliente que participar dessa pré-venda, que terá direito tamém a um kit exclusivo com jaqueta da marca Jeep Gear, cantil e maleta no formato de galão de combustível (jerry can) dos pioneiros Jeep militares.

O novo Wrangler, por sua vez, estreia no Brasil o inédito motor 2.0 turbo, com injeção direta de gasolina, que rende 270 cv e 40,8 kgfm – potência similar e torque maior que o do motor anterior, o Pentastar V6 de 3,6 litros. Combinado a ele está o câmbio automático de oito marchas (três a mais que antes), e a tração 4×4 com reduzida.

O modelo também oferece a central multimídia Uconnect de 8,4 polegadas compatível com Android Auto e Apple CarPlay, além da tela multifuncional de 7” no quadro de instrumentos.

Com seu design tradicional, que remete ao pioneiro Jeep Willys MB, de 1941, o Wrangler foi atualizado com itens como faróis de LED e a nova grade levemente inclinada para melhorar a aerodinâmica.


Fotos: Divulgação/Jeep