Apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo em novembro, o elétrico Nissan Leaf chegará ao mercado brasileiro em julho. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 16, pelo presidente da montadora no Brasil, Marco Silva, confirmando que já foram comercializadas 20 unidades do modelo pelo programa de pré-venda.

O modelo, inicialmente, estará disponível em apenas sete concessionárias da marca, sendo duas em São Paulo (SP) e as demais no Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR) e Florianópolis (SC). No sistema de pré-venda o Leaf sai por R$ 178,4 mil.

Os clientes que optaram por encomendar o veículo, a partir de um sinal de R$ 5 mil, terão tratamento especial por parte da montadora, que fornecerá gratuitamente o carregador de bateria e acompanhará a sua instalação na residência do novo proprietário.

O Leaf só não chegará antes de julho ao Brasil porque sua demanda mundial está acima das expectativas da empresa. Segundo Silva, o modelo virá da fábrica do Reino Unido, que abastece a Europa e está com dificuldade para atender os pedidos na região. O primeiro lote do Leaf a chegar aqui deve envolver 42 unidades, das quais algumas serão destinadas a teste drive.

Anúncio

LEIA MAIS

Nissan inicia pré-venda do novo Leaf

Leaf lidera vendas na Europa

Em visita ao Brasil, o presidente da Nissan América Latina, Guy Rodriguez, descartou a possibilidade de o Leaf vir a ser produzido por aqui. Segundo ele, não é um produto de alto volume que justifique investimentos nesse sentido. O que a Nissan deverá ter no Brasil são produtos híbridos, com a tecnologia e-power.

LEIA MAIS

Nissan quer exportar para África e Oriente Médio

Leaf supera 400 mil unidades vendidas no mundo

O chairman da América Latina admitiu que o uso dessa tecnologia em veículos brasileiros está sendo avaliada no novo ciclo de investimento para o País, que deve ser anunciado ainda este ano.


Foto: Divulgação/Nissan