A quarta rodada de resultados de 2019 do Latin NCAP, Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe, concedeu 3 estrelas para a proteção de passageiro adulto e 4 estrelas para proteção de ocupante infantil nos Fiat Argo e Cronos.

Produzidos respectivamente no Brasil e na Argentina, os dois veículos pertencem à mesma família e pela primeira vez, desde o lançamento em 2017 e 2018, foram submetidos ao teste de colisão da instituição independente. Os modelos, equipados com dois airbags frontais, apresentaram “proteção fraca no peito do adulto no impacto lateral” e “a estrutura foi considerada instável no limite da estabilidade, segundo a entidade.

Contudo, pondera o Latin NCAP, os modelos têm “boa projeção e desenvolvimento na sua concepção”, característica que deverá permitir melhorias.

A ausência do Lembrete do Uso do Cinto de Segurança padrão para o passageiro e a falta do controle eletrônico de estabilidade, conhecido pela sigla ESC, foram apontadas como deméritos que justificam a pontuação dos Fiat.

Já a proteção das crianças quase atingiu 5 estrelas no teste dinâmico, a nota máxima. Os Fiat, afirma a entidade, demonstraram os benefícios dos sistemas de ancoragens Isofix. Embora os modelos permitam a desconexão do airbag se houver uma cadeirinha voltada para trás no assento do passageiro, a sinalização porém não atende aos requisitos da entidade, assim como a sinalização do próprio sistema Isofix.

Anúncio

 Toyota Etios — O Latin NCAP também avaliou nesta etapa outro carro brasileiro: o Toyota Etios nas versões hatch e sedã. A atual geração do modelo fabricado em Sorocaba (SP), que conta com dois airbags frontais e ESC de série, confirmou 4 estrelas na proteção de adultos e obteve o mesmo índice também para crianças – no teste anterior foram 2 estrelas na proteção infantil.

A entidade, porém, considerou a estrutura do veículo e a área dos pés instáveis e o modelo só não alcançou a pontuação máxima em segurança infantil devido à falta da sinalização adequada exigida pelo Latin NCAP que alerta para a presença de airbag no banco do passageiro, à ausência de dispositivo de desconexão do airbag do passageiro e à falta da sinalização adequada das ancoragens Isofix.


Foto: Divulgação/ Latin NCAP