Desde o surgimento do primeiro modelo RS, a station wagon RS 2 Avant, a linha esportiva da Audi já tem 25 anos nas ruas. Esse, coincidentemente, também é o número de modelos lançados desde então com a grife de alto desempenho da montadora alemã.

As bodas da linha RS foram comemoradas oficialmente  em  12 de julho com uma mostra no Audi Fórum em Neckarsulm, na Alemanha, que reuniu modelos de produção e 14 veículos RS raros.

Dentre eles, a versão de competição do Audi TT RS de 201, desenvolvida com o comprometimento da fábrica em Nürburgring, o RS 5 da categoria DTM, vencedor na temporada de 2013, além de um protótipo do Audi RS 8 que não entrou em produção.

LEIA MAIS

→ Audi A4 completa 25 anos

→ Audi e-tron começa a rodar no Brasil

Outro destaque é um  o RS 4 Sedan pintado pelo artista pop brasileiro Romero Britto. “Cada modelos RS expressa a paixão que colocamos no desenvolvimento de nossos veículos”, comemora Oliver Hoffmann, presidente da Audi Sport GmbH.

Os modelos RS são o auge de suas respectivas linhas de produtos. “Cada modelos RS expressa a paixão que colocamos no desenvolvimento de nossos veículos”, comemora Oliver Hoffmann, presidente da Audi Sport GmbH.

Vários são pioneiros em inovações técnicas, caso do RS 4 Avant, com seu V6 biturbo, ou do TT RS com motor de cinco cilindros.

Em 1994 a RS 2 Avant, com motor de quatro válvulas e cinco cilindros,  incorporava tração quattro com diferencial central. Cinco anos depois a RS 4 Avant, baseado no S4 da época, introduziu uma nova dimensão em termos de potência à classe de tamanho médio. Debaixo do capô, um motor biturbo V6 com 2,7 litros, cinco válvulas por cilindro.

A segunda geração do RS 4 foi apesentada em 2005, com diversas inovações, muitas originadas nas pistas. Contava com motor V8 de 420 cv e injeção direta de gasolina. No R8, sucesso em Le Mans, a tecnologia FSI já tinha provado seu desempenho  e,  em 2007, o motor também foi usado na primeira geração do Audi R8.

Anúncio

 

Todos os RS

  • Audi RS 2 Avant (1994): 2.2 litros turbo cinco cilindros, 326 cv
  • Audi RS 4 Avant (2000): 2.7 litros biturbo, 380 cv
  • Audi RS 6 Sedan e RS 6 Avant (2002): 4.2 litros V8 biturbo, 450 cv; a partir de 2004 – RS 6 plus, 480 cv, limitado a 999 veículos
  • Audi RS 4 Sedan (2005), RS 4 Avant (2006), RS 4 Cabriolet (2006): 4.2 litros V8, 420 cv
  • Audi RS 6 Sedan e RS 6 Avant (2008): 5.0 litros V10 biturbo, 580 cv; a partir de 2010 – RS 6 plus com velocidade máxima ajustada a 303 km/h
  • Audi TT RS Coupé e TT RS Roadster (2009): 2.5 litros cinco cilindros, 340 cv; a partir de 2012, há também a versão com 360 cv
  • Audi RS 5 Coupé (2010) e RS 5 Cabriolet (2012): 4.2 litros V8, 450 cv
  • Audi RS 3 Sportback (2011): 2.5 litros cinco cilindros, 340 cv
  • Audi RS 4 Avant (2012): 4.2 litros V8, 450 cv
  • Audi RS Q3 (2013): 2.5 litros cinco cilindros, 310 cv; a partir de 2014, 340 cv; a partir de 2016, versão Performance com 367 cv
  • Audi RS 6 Avant (2013): 4.0 litros V8 biturbo, 560 cv; a partir de 2015, versão  Performance com 605 cv
  • Audi RS 7 Sportback (2013): 4.0 litros V8 biturbo, 560 cv; a partir de 2015, versão Performance com 605 cv
  • Audi RS 3 Sportback (2015): 2.5 litros cinco cilindros, 367 cv
  • Audi TT RS Coupé e TT RS Roadster (2016): 2.5 litros cinco cilindros, 400 cv
  • Audi RS 3 Sedan (2017): 5 litros cinco cilindros, 400 cv
  • Audi RS 5 Coupé (2017): 2.9 litros V6 biturbo, 450 cv
  • Audi RS 4 Avant (2017): 2.9 litros V6 biturbo, 450 cv
  • Audi RS 5 Sportback (2018): 2.9 litros V6 biturbo 450 cv

Foto: Divulgação/Audi