Nada menos do que 507 mil automóveis Volvo vendidos em todo o mundo serão chamados para reparo. A montadora de origem sueca identificou que o coletor de admissão de ar, confeccionado em plástico, pode derreter e deformar-se.

Em casos extremos, admite a montadora, a falha pode até causar incêndio. “No pior dos casos, existe a possibilidade de ocorrer um incêndio localizado no compartimento do motor”, afirma a montadora que em 2010 passou a ser controlada pela chinesa Geely,

Toda a linha da marca está envolvida. São nove modelos:  S60, S80, S90, V40, V60, V70, V90, XC60 e XC90. O problema, contudo, se restringe a veículos dotados com o motor a diesel de quatro cilindros e 2 litros fabricados entre 2014 e 2019. A Volvo, porém, assegura não ter relatos de acidentes.

Procurada nesta segunda-feira (22), a operação brasileira da Volvo Car não dispunha ainda da confirmação de quantos e quais veículos com o defeito foram negociados no Brasil.

LEIA MAIS

→Volvo Car consolida quarta posição entre as marcas premium

→Volvo XC90 ganha nova versão híbrida plug-in


Foto: Divulgação/Volvo Car