Com o objetivo de ganhar tempo e garantir maior confiabilidade às informações, a Nissan do Brasil decidiu utilizar drones para a elaboração dos inventários do Complexo Industrial de Resende, RJ. Implementada pela consultoria e auditoria EY, a nova tecnologia mapeia os dois pátios da fábrica, que acomodam os produtos da marca que são comercializados no País – March, Versa, Kicks, Sentra e  Frontier.

De acordo com a montadora, o sistema funciona identificando a área dos pátios para a parametrização do voo do drone em toda a extensão necessária. A partir daí, o software e o drone são configurados para realizar a sobreposição de fotos, o que resulta em mais qualidade e quantidade de imagens.

Por fim, o equipamento sobrevoa a área para capturar as imagens, gerando mapas em formato 2D e 3D dos pátios, que são capazes de identificar os diferentes modelos e cores. Além de agilizar o processo de mapeamento, que antes levava três dias, o uso dos drones permitiu que os funcionários antes alocados para essa função desempenhem outras atividades.

Anúncio

LEIA MAIS

Nissan abre programa Inova-San para universitários

Elétrico Nissan Leaf começa a ser vendido por R$ 195 mil

Nissan Kicks: 100 mil unidades produzidas no País.

“A inserção dos drones para a contagem dos pátios garante maior eficácia e agilidade para a produção do inventário, auxiliando o processo de auditoria externa. Com a novidade, a margem de acerto é de 100%. Antes, a contagem manual exigia muitas checagens para impedir equívocos”, explica Joubert Ferreira, gerente financeiro da Nissan do Brasil e Controler da planta da Resende.

O Complexo Industrial da Nissan em Resende, que está completando 5 anos de operações agora em 2019, recebeu mais de R$ 2,6 bilhões de investimento desde a sua inauguração. Com atividades que vão desde a área de estamparia até as pistas de testes, a unidade do sul-fluminense conta com 97 robôs e 167 AGV’s, veículos guiados automaticamente, responsáveis por otimizar o tempo de produção, facilitando o processo e o transporte dos carros na linha.


Foto: Divulgação/Nissan