Com expressivo crescimento nas vendas internas este ano e queda nas exportações, a indústria de implementos rodoviários presente na Fenatran 2019, que acontece nesta semana no São Paulo Expo, na capital paulista, aproveita a maior feira de transporte da América Latina para buscar novos negócios na região.

Convidados pela Anfir, Associação Nacional da Indústria de Implementos Rodoviários, 25 importadores de 12 países participaram na terça-feira, 15, e também nesta quarta-feira, 16, de rodada internacional de negócios promovida pela entidade. São empresários e executivos do setor de transporte vindos da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai.

“A presença dos principais fabricantes da indústria com a concentração dos maiores clientes do setor cria ambiente propício para a realização de negócios. O visitante tem diante de si a maior variedade de implementos rodoviários em um só lugar”, avalia Norberto Fabris, presidente da Anfir. A Fenatran estende-se até sexta-feira, 18.

Apesar de não arriscar palpite quanto ao índice de crescimento, Fabris diz estar otimista com 2020, apostando na continuidade da expansão das vendas internas: “Ainda estamos longe do recorde de 2014, mas a recuperação ao longo deste ano tem sido muito boa”.

Fatores como inflação e juros mais baixos, perspectiva de crescimento de 2% do PIB no próximo ano e nova safra recorde em 2019/2020 são apontados pela Anfir como favoráveis à manutenção do desempenho positivo do setor. “Sem contar a importância da Fenatran, uma feira de negócios que propicia movimentação nos nossos negócios”.

Enquanto as vendas internas seguem em alta, o setor enfrenta problemas nas exportações, em função principalmente da crise econômica da Argentina, principal comprador dos produtos brasileiros. Este ano foram exportados 1,8 mil implementos até setembro, volume 16,8% inferior ao dos primeiros nove meses de 2018.

Anúncio

Com a rodada de negócios na Fenatran, o setor busca justamente diversificar seus parceiros comerciais, reduzindo a dependência do país vizinho.

LEIA MAIS

Randon incorpora motor elétrico no semirreboque

Anfir: venda de implementos rodoviários tem alta de 44%.

Librelato projeta faturar R$ 900 milhões em 2019

Internamente a indústria de implementos comercializou nos primeiros nove meses deste ano total de 88.794 unidades, alta de 39% sobre os 63.851 vendidas no mesmo período de 2018. O volume no acumulado deste ano equivale, proporcionalmente, a dois terços dos números obtidos em 2014.

O segmento de pesados, formado por reboques e semirreboques, tem recuperação mais forte do que o de leves. Com 47,7 mil emplacamentos de janeiro a setembro, registra expansão de 50%. O segmento de leves – carrocerias sobre chassis – teve alta menor, de 28%, com 41 mil vendas – mas também começa a mostrar recuperação consistente.

“O processo de reposição das perdas segue de forma gradual mas acreditamos que até o final do ano teremos superado o resultado de 2018 em pelo menos 20%, incluindo aí leves e pesados”, destaca o presidente da Anfir.


Foto: Divulgação/Randon