A Volkswagen fez a estreia mundial da oitava geração do Golf, na quinta-feira, 24, em Wolfsburg, Alemanha. Depois do Fusca, é o modelo de maior sucesso da montadora, com mais de 35 milhões de unidades vendidas no mundo desde que foi lançado, há 45 anos. Inteiramente repensado sem perder suas formas características, o automóvel ficou mais digitalizado, conectado e intuitivo.

Com o lançamento, a VW inicia uma ofensiva híbrida. O modelo, que começa a chegar ao mercado europeu em dezembro (ainda sem previsão para o Brasil), estreia com cinco versões híbridas, dentre elas o eTSI com bateria de 48V em variantes de 110, 130 e 150 cv, duas opções plug-in com 204 cv, e o esportivo GTE com 245 cv. Há ainda duas opções a gasolina com 90 e 110 cv, dois motores a diesel de 115 e 150 cv e a gás natural de 130 cv.

LEIA MAIS

→Golf e Golf Variant perdem versões e ganham em conteúdo

Anúncio

→VW inova com motor elétrico na parte inferior do veículo

Por dentro, praticamente todos as telas e controles são digitais, com toques de toque ou deslizantes com o objetivo de entregar uma intuitiva. Como opcional, há possibilidade de integrar visor no para-brisa para mais informações.

O modelo também estria com tecnologia de conectividade via o chamado Car2X, o que possibilita acesso a informações de tráfego e de outros veículos a uma distância de até 800 metros.


Foto: VW/Divulgação