Comunicado dos resultados financeiros do Grupo Traton divulgado na terça-feira, 24, aponta crescimento de 4% na receita da empresa em 2019 sobre o desempenho do ano anterior, gerando € 26,9 bilhões.

O lucro operacional da companhia chegou a € 1,9 bilhão ante € 1,5 bilhão apurado em 2018, aumento de 25%. O retorno operacional sobre as vendas cresceu 7%, enquanto no ano anterior o índice foi 5,8%. A entrada de pedidos, no entanto, cai 7% com 227,2 mil unidades.

O negócio de veículos comerciais proporcionou a maior contribuição no resultado ao anotar lucro operacional de € 1,7 bilhão, crescimento de 29% em relação ao valor obtido em 2018, de € 1,3 bilhão. No segmento de Negócios Industriais a receita aumentou 6%, para € 26 bilhões, e a de Serviços Financeiros gerou faturamento de € 849 milhões, alta de 11,7%.

Interrupção temporária de produção

De acordo com a empresa, que reúne as marcas MAN, Scania, Volkswagen Caminhões e Ônibus e RIO, o impacto provocado pela pandemia do coronavírus impossibilita qualquer projeção a respeito do desempenho da companhia e do mercado em 2020.

O Grupo tomou medidas de restrição com a interrupção temporária de diversas fábricas, o que inclui as unidades de Resende (RJ), da VWCO, e de São Bernardo do Campo (SP), da Scania. Ambas param atividades a partir de 30 de março, colocando em férias coletivas em torno de 8 mil trabalhadores, 3,5 mil da marca alemã e outros 4,5 mil da sueca.

No comunicado Andreas Renschele, CEO do Grupo Traton, reforça a relevância e necessidade de as fabricantes de veículos comerciais assumirem responsabilidades na crise.

Anúncio

“A indústria de veículos comerciais terá um papel importante no fornecimento de alimentos e medicamentos para as pessoas”, disse em nota o executivo. “Estamos empenhados em continuar fornecendo serviços e peças de reposição para nossos clientes. A entrega de alimentos e medicamentos só pode ser garantida se o transporte terrestre funcionar sem problemas.”

Resultados por marcas

Em 2019, a Scania acumulou 99,5 mil veículos vendidos no mundo, volume 3% superior em relação ao obtido um ano antes. O desempenho gerou receita de € 13,9 bilhões, aumento de 7%, enquanto o lucro operacional alcançou € 1,9 bilhão, 25% superior ao apurado em 2018.

A MAN somou 105 mil unidades negociadas no ano passado, em alta de 2% na comparação com 2018. Com isso, a receita subiu 3%, para € 11,1 bilhões. O lucro operacional, no entanto, recuou 8%, com € 371 milhões ante € 402 milhões registrados no ano anterior.

A VWCO contabilizou em 2019 vendas de 41,9 mil veículos, volume 15% acima do acumulado de 2018, de 36,4 mil unidades. Beneficiada pelo aquecimento de mercados da América Latina, especialmente do Brasil, a receita da empresa cresceu 22%, para € 1,7 bilhão contra € 1,4 bilhão verificado no ano anterior. O lucro operacional praticamente dobrou, chegando a € 55 milhões

 LEIA MAIS

→Grupo Traton registra alta de 4% nas vendas


Foto: Grupo Traton/Divulgação