Balanço do desempenho financeiro do Grupo Volkswagen divulgado na quarta-feira, 29, anota declínio de 23% nas entregas globais de veículos no primeiro trimestre. No período, as marcas da companhia contabilizaram 2 milhões de unidades vendidas contra 2,6 milhões registradas um ano antes.

A companhia aponta que os impactos da pandemia do novo coronavírus derrubaram a demanda, resultando em fortes declínios, especialmente nas regiões da Ásia-Pacífico e da Europa. Com produção suspensa e rede de concessionárias fechada em boa parte dos três primeiros meses do ano, a receita de vendas do grupo alcançou € 55,1 bilhões, valor 8,3% menor ao obtido no mesmo período do exercício do ano passado, de € 60 bilhões.

O lucro operacional da empresa foi significativamente impactado em 81,4%, atingindo € 900 milhões ante € 4,8 bilhões alcançados no primeiro trimestre do ano passado. O relatório ainda menciona que não houve itens especiais nos primeiros três meses do ano, mas que em 2019, despesas relacionadas à crise do diesel, chegaram a reduzir o lucro em € 1 bilhão na ocasião.

De janeiro a março, o lucro antes dos impostos caiu para € 700 milhões ante € 4,1 bilhões obtidos um ano antes. Além da forte queda nas vendas unitárias, a empresa aponta que a turbulência nos mercados de commodities e de capitais provocaram efeitos negativos nos resultados.

Anúncio

“A pandemia global da covid-19 impactou substancialmente nossos negócios no primeiro trimestre. Tomamos várias medidas para reduzir custos e garantir liquidez e continuamos a ser robustos em termos financeiros”, resume no comunicado Frank Witter, membro do Conselho de Administração do Grupo responsável por Finanças e TI.

O executivo ainda lembra que o reinício gradual, também das fábricas fora da China, começou e que na Alemanha, as revendas retomaram as atividades desde a semana passada. “Demos juntos os passos iniciais para colocar os negócios em funcionamento novamente, mas a saúde de nossos funcionários e fornecedores continua sendo a principal prioridade.”

Para 2020, sem arriscar números, o Grupo Volkswagen estima que as entregas sejam significativamente menores ao ano anterior em virtude dos efeitos da pandemia da covid-19.

LEIA MAIS

Grupo Volkswagen fechará fábricas europeias por até três semanas

Grupo Volkswagen apura aumento de 7% na receita de 2019


Foto: Grupo VW/Divulgação