No primeiro trimestre do ano, o Grupo Daimler somou vendas globais de 644,3 veículos, volume 17% menor ao registrado nos três primeiros meses de 2019, quando registrou 773,8 mil unidades entregues. Os dados fazem parte do balanço financeiro do período divulgado pela empresa na quarta-feira, 29.

Com o forte declínio nas vendas, provocado pelos efeitos da pandemia da covid-19, a receita do grupo nos três primeiros meses alcançou € 37,2 bilhões, valor 6% menor em relação ao faturamento obtido no mesmo período do ano passado, de € 39,7 bilhões. O EBIT (Lucro antes de juros e tributos), no entanto, apresentou baixa de 80%, para € 617 milhões antes € 2,79 bilhões apurados um ano antes.

De acordo com relatório da empresa, a pandemia provocada pelo novo coronavírus traz impactos negativos substanciais na economia global e consequentemente na companhia. Medidas de enfrentamento, no entanto, como a interrupção da produção em março associada a ações de preservação de caixa e gerenciamento de custo, minimizaram as consequências.

Diante da acentuada crise, “a Daimler encerrou o primeiro trimestre com um resultado positivo e uma liquidez robusta. Agora, começamos com um aumento gradual de nossa produção. Ao mesmo tempo, continuamos a investir em tecnologias-chave, incluindo eletrificação e digitalização, elementos inegociáveis ​​do nosso futuro”, resume em nota Ola Källenius, presidente do Conselho de Administração da Daimler AG e Mercedes-Benz AG.

Anúncio

Nos três primeiros meses, o lucro líquido da companhia atingiu de € 168 milhões, bem abaixo dos € 2,1 bilhões registrados no primeiro trimestre de 2019. O fluxo de caixa livre do negócio industrial foi de menos € 2,3 bilhões, ante menos € 2 bilhões apurados há um ano.

A empresa destaca que aumentou sua flexibilidade financeira com um novo empréstimo de € 12 bilhões, contratados no início de abril. O valor é um acréscimo à uma linha de crédito já existente de € 11 bilhões, mas ainda não utilizados e com prazo até 2025. O empréstimo adicional foi acordado com um consórcio bancário internacional e pode ser utilizado dentro de um período de 12 meses, com duas opções de extensão de seis meses.

LEIA MAIS

Daimler apura lucro líquido 64% menor em 2019


Foto: Grupo Daimler/Divulgação